artigos
Convibra Conference - INCENTIVO FISCAL PARA INOVAÇÃO: UTILIZAÇÃO DA LEI DO BEM
INCENTIVO FISCAL PARA INOVAÇÃO: UTILIZAÇÃO DA LEI DO BEM

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Empreendedorismo e inovação

Acessos neste artigo: 23


Certificado de publicação:
Certificado de Maria Paula Merlotti

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Maria Paula Merlotti

ABSTRACT
A proposta deste estudo consiste em analisar a utilização dos incentivos fiscais para pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica, previstos na Lei nº 11.196/05, em uma amostra de empresas beneficiárias da Lei do Bem. O ambiente que propicia a inovação é formado a partir de um contexto de relações entre empresas, instituições de ensino e pesquisa e governo, calcadas em políticas governamentais e legislação de apoio. Os países adotam políticas de incentivos à inovação como forma de estimular o investimento privado em P&D, sendo os incentivos fiscais uma das formas mais utilizadas. Os incentivos fiscais reduzem o custo e o risco dos projetos, tornando-os atrativos para as empresas. A pesquisa caracteriza-se como qualitativa, com coleta de dados realizada por meio de entrevistas. A análise dos resultados evidencia que o incentivo fiscal é percebido pelas empresas como um importante instrumento de apoio em seus processos de inovação. A empresa quantifica seu “bônus” por ser inovadora. O benefício da Lei reduz o risco inerente à inovação. No entanto, importante ressaltar que a análise de incentivos no Sistema Nacional de Inovação deve levar em conta outros instrumentos de apoio, pois propiciar um ambiente tributário favorável não é condição suficiente para transformar a taxa de inovação de um país. 

 Palavras-chave: Inovação, Incentivo Fiscal, Lei do Bem

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Jowaner De Oliveira Araujo 09-02-2021 12:50:35

Não houve uma especificação clara da problemática e dos objetivos geral e específicos do artigo. A metodologia adotada não está detalhada. Não houve referências as informações contidas no roteiro. Não conseguiria reproduzir o estudo com as informações da metodologia. Os resultados obtidos poderiam estar em formato de gráficos e/ou tabelas, visando facilitar o entendimento do estudo. O ponto alto de um trabalho é o método aplicado e os resultados obtidos, seções onde o autor mostra o pertencimento do seu artigo. Referências bibliográficas nos resultados obtidos caracterizam uma falta de entendimento no formato de um artigo.

Uma discussão pertinente seria a abrangência da Lei do Bem para as pequenas e médias empresas.

Foto do Usuário Jeciléia Batista Barbosa 09-02-2021 12:50:35

O tema é super interessante porém,não houve uma especificação sucinta da problemática e dos objetivos gerais do artigo. Poderia ter utilizado mais informações com números, afim de exemplificar melhor os dados.