Transporte de Carga Especial - Estudo de Caso Sobre o Transporte de Pás Eólicas

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Gestão de Operações e Logística

Temas Correlatos: Gestão de Operações e Logística;

Acessos neste artigo: 87


Certificado de publicação:
Certificado de Alisson De Souza Batista

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Alisson De Souza Batista , Johnweni Peterson Silveira Da Rocha , Lorena Vitória Da Silva , Karoliny Cristine De Paula Silva , Lucas De Paula Cardoso , Lucas Beraldo , Pedro Afonso Dos Santos

ABSTRACT
A logística tem um papel de grande importância na economia nacional. Dito isso, o transporte de cargas mantém o mercado ativo, tal como as mercadorias que são transportadas. São ao todo cinco modais distintos, que compõem os tipos de transportes, sendo eles o rodoviário, ferroviário, aeroviário, hidroviário, e o dutoviário. Esses modais diversificam entre os meios de transportes utilizados para a locomoção, como por exemplo os cavalos mecânicos e os semirreboques, na qual se encaixam no modal rodoviário. Dentro dos modais, há subgrupos que diversificam sua usabilidade dentro de cada tipo de transporte. No caso do transporte rodoviário, existem as cargas excedentes, cargas a granel, cargas secas, cargas vivas, frigorificas e muitas outras. Por exemplo, o transporte de cargas excedentes é responsável pela movimentação de produtos que ultrapassam as dimensões máxima para serem consideradas cargas convencionais, ou seja, produtos que divergem no tamanho, altura e peso. Esse tipo de carga é considerado indivisível, devido à sua dimensão. Dentre elas, existe a pá eólica, que compõe conjuntos de aerogeradores. Esse tipo de carga demanda tempo e estratégia para o seu transporte, além do controle de trajeto e acompanhamento da carga em tempo real.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.