INTENÇÃO EMPREENDEDORA E AUTOEFICÁCIA: UM ESTUDO COM ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS NA CIDADE DE BRAGANÇA, PARÁ

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Empreendedorismo e inovação

Temas Correlatos: Ensino e Pesquisa em Administração;

Acessos neste artigo: 79


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Jordan Antônio Farias Pinho De Macedo , Carlos Andre Correa De Mattos

ABSTRACT
O objetivo deste estudo é analisar a presença de intenção empreendedora (IE) e a relação com a autoeficácia entre universitários que não tenham formação em negócios. Para tanto, foi realizada uma pesquisa de campo de caráter transversal e correlacional com amostragem não probabilística por acessibilidade e tratamento quantitativo de dados. A coleta de dados ocorreu com a utilização de questionário baseado na Escala de Autoeficácia Geral (EAG) e a Escala de Intenção Empreendedora (OIE). Foram obtidos 144 questionários de pesquisa válidos de diferentes cursos universitários. Os resultados convergiram com a presença de intenção empreendedora e mostraram que os respondentes são autoeficazes. As Normas Subjetivas são principal característica da intenção empreendedora, seguida da Atitude Pessoal, aspectos que indicam que há pressão social para criação de negócios e que a carreira de empresário é considerada atrativa. Por outro lado, o Controle do Comportamento Percebido mostrou que os estudantes não consideram que tornar-se empresário será facilmente alcançado ou que estejam preparados para tanto. Na perspectiva da relação entre intenção empreendedora e autoeficácia observou-se a relação positiva de forte intensidade e significativa a 1%. Nesse sentido, os estudantes que passaram por algum treinamento julgam que o empreendedorismo é mais acessível. O estudo conclui que há intenção empreendedora mesmo entre estudantes que não tem formação em gestão e que a intenção empreendedora é fortemente relacionada com a autoeficácia.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Natali Regina Farias Da Costa 23-10-2023 16:53:43

Prezados, parabéns pelo artigo aqui apresentado. Antes de se tornar um empreendedor, existe a intenção de ser empreendedor nesse importante papel político e econômico para a sociedade. A importância das variáveis cognitivas e emocionais que podem influenciar as intenções empreendedoras desperta grande interesse desse assunto para a literatura alinhado com o crescente interesse nas razões pelas quais os indivíduos buscam iniciar um negócio. Esse artigo trouxe resultados coloborativos para uma compreensão no que diz respeito ao tema dentro de uma perspectiva no campo do empreendedorismo.

Foto do Usuário Magaly Brito Costa 06-11-2023 11:51:59

Parabéns aos autores, artigo de grande importância principalmente para aqueles que querem empreender e tem medo dos desafios, sabemos que empreender no Brasil é um grande desafio, porém ao buscar apoio, qualificação e conhecimento esses desafios tendem a diminuir.

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.