UMA ANÁLISE DAS RELAÇÕES DE PODER EM EMPRESAS FAMILIARES A PARTIR DA OBRA “A FAMÍLIA EM DESORDEM” DE ELISABETH ROUDINESCO

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Teoria das Organizações

Temas Correlatos: Gestão estratégica;

Acessos neste artigo: 63


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Cleverson Molinari Mello , Ketellyn Karina Martins Cordeiro

ABSTRACT
A obra “A Família em Desordem” de Elisabeth Roudinesco é fundamental para compreendermos as transformações pelas quais a família passou ao longo dos últimos anos. É importante destacar que a referida obra não trata especificamente sobre empresas. No entanto suas análises são fundamentais para se analisar as relações de poder no ambiente das empresas familiares. A obra traz reflexões sobre as questões sociais que envolvem a instituição familiar e apresenta sugestões para repensarmos a maneira como nos relacionamos dentro desse contexto. O embasamento teórico do presente estudo ao fundamentar-se na obra de Roudinesco, que utiliza conceitos teóricos de diversos campos do conhecimento, busca compreender e analisar a complexidade dos fenômenos sociais relacionados à instituição familiar. Se do ponto de vista antropológico a família pode ser considerada a base fundamental da sociedade, do ponto de vista do pensamento administrativo a família é condição sine qua non à manutenção e continuidade das empresas familiares. Apesar de Roudinesco não tratar de empresas em sua obra, suas análises colaboram no sentido de se compreender a antropologia dogmática e as relações de poder familiar. Não obstante a importância que as empresas familiares têm na geração de emprego e renda, os problemas oriundos da falta de estabilidade familiar impactam negativamente na continuidade dos negócios. Pouco mais de 12% das empresas familiares no mundo chegam a 3ª geração e somente 3% chegam a 4ª geração. Portanto, se faz necessário mais estudos que analisem em profundidade os desdobramentos da insegurança nos ambientes das empresas familiares, onde as relações de poder estejam no centro das pesquisas. Para isso é fundamental levar em conta estudos interdisciplinares que perpassem outras áreas do conhecimento como é o caso da história, psicologia e sociologia. Parafraseando Roudinesco, compreender a família em todos os seus aspectos e fragilidades é fundamental para construir empresas familiares mais saudáveis.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Excelente tema para tratar das organizações e instituições e suas relações com o agronegócio e a gestão da informação. Parabéns!

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.