Análise do Cenário de Treinamento e Desenvolvimento Organizacional nas Empresas Brasileiras no Período 2014-2022

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Gestão de RH

Temas Correlatos: Gestão estratégica;

Acessos neste artigo: 151


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Ana Carolina Stivanin Cesar , Laura Pereira Carneiro , Júlio Cesar Silva

ABSTRACT
A globalização, os avanços tecnológicos e a competição cada vez mais acirrada entre as empresas exigem que estas se diferenciem dentro da área que atuam. Diante desse panorama, as instituições passaram a valorizar o capital humano, recurso imprescindível para que os objetivos organizacionais sejam alcançados. Assim, busca-se cada vez mais instaurar e manter a constante capacitação das pessoas, objetivando torná-las eficazes, eficientes e efetivas nas funções que desenvolvem. Nesse contexto, as ações de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) surgem como uma alternativa para o desenvolvimento de competências essências à sobrevivência das organizações. Este estudo descritivo-exploratório, de natureza básica, abordagem quantitativa e com procedimentos de pesquisa bibliográfica e documental tem como objetivo analisar o cenário de Treinamento e Desenvolvimento existente nas empresas brasileiras no período 2014-2022, tendo por base os “Relatórios do Panorama do Treinamento no Brasil”, produzidos anualmente pela Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABED). Os dados serão analisados com o auxílio da estatística descritiva e os resultados apresentados por meio de quadros, tabelas e gráficos, construídos com o auxílio do Software Excel, versão 2019. Espera-se que os resultados obtidos contribuam para orientar as práticas de gestão de pessoas nas empresas, principalmente no que se refere ao desenvolvimento do capital humano, bem como ampliar o estado da arte acerca do tema investigado. 

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Vera Lúcia Da Conceição Neto 29-10-2023 00:44:49

O trabalho é intessante.Senti falta de maiores dados sobre o assunto. Os objetivos específicos são robustos demais e os resultados não contemplaram esses objetivos de forma clara. Apesar de a pesquisa encontrar-se na primeira e segunda etapa, os autores poderiam ter focado em dois objetivos para apresentação da pesquisa. O leitor tem dificuldade em identificar qual resultado pertence a qual objetivo específico.

Foto do Usuário álaze Gabriel Do Breviário 04-12-2023 10:55:57

César, Carneiro e Silva (2023), o resumo expandido de vocês revela um trabalho bem redigido e bem conduzido, embora não concluído. Fundamentação teórica coerente e consistente com a literatura científica da temática. Conforme conclusões apontadas, vocês estão conduzindo a análise bibliográfica e documental nesse momento, deixando o tratamento quantitativo dos dados para a fase seguinte. Por essa razão, só exponho aqui o que aprendi durante os cinco anos nos quais mantive vínculo com o bacharelado em Estística da UFSCar, no fito de auxiliá-lo a compreender e a classificar adequadamente a vossa pesquisa. Uma pesquisa é caracterizada como quantitativa quando são empregadas técnicas estatísticas próprias da Estatística Probabilistica Inferencial. Probabilística porque? Porque seguem critérios de seleção da amostra e procedimentos técnicos bem rigorosos, diferentes da Estatística Descritiva, ou mesmo quando se usa amostragem não probabilística, tal como vocês usaram. Inferencial porque? Porque as análises estatística inferenciais, tais como a Análise Correlacional, a Análise de Sensibilidade, a Análise Fatorial, a Análise de Regressão, etc., permitem não apenas cacaterizar uma população, mas também correlacionar as suas variáveis, compreender suas causas, projetar seus comportamentos futuros, etc., produzindo inferências. Um trabalho que utiliza a Análise de Correlação e também a considera pesquisa quantitativa é o de Oliveira et al (2022), publicado na Revista de Engenharia e Tecnologia. Fonte: https://revistas.uepg.br/.../article/view/19895/209209216416. Mas foi considerada pesquisa quantitativa porque além de inferencial, também usou amostragem probabilística. Trabalho promissor. Parabéns!!!

Foto do Usuário Gilson Irineu De Oliveira Junior 05-12-2023 22:30:31

Parabéns pelo trabalho, que ratifica a necessidade de constante agenda de capacitação de trabalhadores, devendo propor sempre técnicas atuais e aplicadas ao escopo das atividades desempenhadas.

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.