Tendências Estratégicas na Era do Conhecimento: o Capital Intelectual e a Gestão do Conhecimento Como Diferenciais Competitivos

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Administração da Informação

Temas Correlatos: Gestão estratégica;

Acessos neste artigo: 105


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Guilherme Salm Duarte , Denise Salm , Ana Maria Bencciveni Franzoni , Christine Bencciveni Franzoni , Inara Antunes Vieira Willerding

ABSTRACT
O artigo trata da evolução das organizações para a era do conhecimento, enfatizando a gestão do conhecimento como um fator de diferenciação competitiva crucial. Explora o conceito de capital intelectual, constituído por ativos imateriais que estimulam o progresso das nações e a competitividade empresarial. O objetivo deste artigo foi analisar o papel estratégico do capital intelectual e da gestão do conhecimento, bem como explorar como esses elementos agregam valor competitivo às organizações na Era do Conhecimento. Para atingir o objetivo proposto, metodologicamente assumiu características de pesquisa exploratória e descritiva e bibliográfica, tendo em sua trajetória o uso de instrumentos, como a análise de conteúdo. Os resultados abrangentes apontam para uma transformação social na era do conhecimento, em que o valor econômico e estratégico está fundamentado na habilidade de adquirir, gerar e aplicar conhecimento de forma eficaz. A sociedade do conhecimento, central neste contexto, substitui a importância do capital financeiro pelo capital intelectual, incluindo conhecimento interno, externo e humano. A sociedade do conhecimento, capital intelectual, estratégia organizacional e gestão do conhecimento estão interligados, sendo o conhecimento o ativo-chave, materializado como capital intelectual, em que a estratégia é a bússola para navegar nesse cenário, e a gestão do conhecimento fornece a estrutura para adquirir, compartilhar e aplicar esse ativo vital.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

O artigo destaca a importância das organizações utilizarem o capital intelectual e a gestão do comhecimento para obter diferenciais competitivos, mais importante hoje, na chamada éra do conhecimento, que o capital financeiro, segundo os autorres. Destaca também que: ''A estratégia organizacional atua como a bússola para navegar por esse cenário em constante transformação, enquanto a gestão do conhecimento fornece a estrutura para efetivamente adquirir, compartilhar e aplicar esse ativo vital.'' É uma boa síntese das teorias relacionadas, com base em bibliografia. Destaco a questão de como desenvolver e implementar - ''A compreensão do ambiente externo e interno, a formulação de metas e diretrizes, a criação de planos de ação e a constante monitorização dos resultados são elementos essenciais no desenvolvimento de estratégias bem-sucedidas'' - citando os autores.

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.