Análise da relação entre investimentos financeiros pessoais e o acesso à internet

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Finanças

Temas Correlatos: Finanças;

Acessos neste artigo: 52


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Kascilene Gonçalves Machado

ABSTRACT
Esta pesquisa tem por objetivo verificar os impactos dos avanços tecnológicos na tomada de decisão em investimentos financeiros das pessoas físicas, sendo estudada a evolução dos investimentos na caderneta de poupança, nos títulos públicos e na Bolsa de Valores, no período de 2013 a 2020. Aplicou técnica de regressão linear simples para analisar a relação entre investimentos financeiros e acesso à internet. Parte-se do pressuposto que ao disponibilizar internet para mais pessoas, maior será a parcela da população com oportunidade de adquirir ativos financeiros mais rentáveis. Os resultados da pesquisa indicam um aumento do número de investidores cadastrados no TD e na B3 e dos valores investido nestas duas modalidades e que houve uma redução nos depósitos da caderneta de poupança. Além disso, constatou-se que há uma relação direta entre investimentos (quantidade de investidores e valores investidos) e quantidade de indivíduos com acesso à internet.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário álaze Gabriel Do Breviário 02-11-2023 12:44:00

Caracterização da pesquisa científica em questão: a amostra investigada foi a dos internautas que, no período compreendido entre 2013 a 2020, investiram na B3 (ações), no Tesouro Direto e na caderneta de poupança; fontes dos dados secundários coletados: a) investimentos em ações: site da B3; b) investimentos no Tesouro Direto: site do Tesouro Direto; c) investimentos em caderneta de poupança: site do Banco Central; d) quantidade de internautas: site do IBGE; hipóteses analisadas: a) H0: não há relação linear entre a quantidade de internautas e valores investidos nem entre ela e a quantidade de investidores; b) H1: há uma relação linear entre valores investidos e indivíduos com acesso à internet; c) H2: há uma relação linear entre quantidade de investidores e indivíduos com acesso à internet; procedimentos técnicos utilizados para testar as hipóteses: modelo estatístico de Regressão Linear Simples; parâmetros utilizados para verificar a adequação ao modelo estatístico empregado: P-value, Coeficiente de Determinação (R2) e Fator de Inflação da Variância (VIF) para verificar existência de multicolinearidade entre as variáveis. As tabelas e os gráficos foram muito bem apresentados, o que clarificou e enriqueceu bastante a compreensão dos conteúdos do trabalho. Das 38 referências citadas e adequadamente referenciadas, 29 são artigos científicos relevantes, 7 são de fontes oficiais confiáveis, quais sejam: ANBIMA, B3, BACEN, FEBRABAN, IBGE, MINISTÉRIO DA ECONOMIA, OECD, CGI, e 1 a revista Valor Econômico como fonte extra que também é confiável porque extraiu suas informações da B3, e não torceu nenhuma delas por meio de suas opiniões, apontamentos, sugestões ou críticas, nem chegou a conclusões equivocadas sobre as mesmas. Comentários meus sobre os resultados e a discussão do trabalho: no perído analisado, houve aumento na quantidade de internautas todos os anos, acompanhado por aumento nos investimentos em caderneta de poupança também todos os anos, com aumento nos investimenos em TD em 2014, 2015, 2016, 2018 e 2020, e aumento nos investimentos na B3 de 2016 a 2020 (tabela 1); quando analisados somente os percentuais investidos na B3, no TD e na CP, os resultados (tabela 2) mostraram que os volumes investidos na B3 diminuíram entre 2013 e 2015, e aumentaram entre 2015 e 2020, enquanto os investidos no TD diminuíram de 2013 para 2014, aumentaram entre 2014 e 2016, diminuiram em 2017, aumentaram em 2018, e novamente diminuíram em 2019 e 2020, enquanto os investidos na CP diminuíram consecutivamente a partir de 2015; o P-value menor que 0,05 encontrados, ao nível de 5% de significância, e apresentados nas tabelas 3 e 4, em conjunção com os valores significativos de R2, indicam forte relação tanto entre a quantidade de internautas e os valores investidos (74% no caso de B3, e 65,22% no caso de TD) quanto entre a quantidade de internautas e a quantidade de investidores (54,4% no caso de B3, e 76,14% no caso de TD); o valor-F elevado, junto com o R2 elevado apurado e P-value menor que 0,05, contribrui fortemente para a rejeição de H0; os valores de VIF não foram apresentados, mas pela elevada correlação entre as variáveis, pode-se inferir que há multicolinearidade entre elas, se é elevada (maior que 10) ou não eu desconheço porque não encontrei essa informação no artigo, embora imagino que tenha sido calculado porque foi dito isso na página 9; a conclusão principal do artigo, de que existe uma relação linear e crescente das variáveis investimentos financeiros e acesso à internet, é confiável porque a pesquisa foi adequadamente conduzida, os procedimentos técnicos foram corretamente aplicados, os dados foram fidedignamente tratados, a análise ou interpretação foi coerente com os resultados apurados, as tabelas e gráficos trouxeram a clareza visual necessária para os textos. Pesquisa interessante, bem conduzida. Sugestões de melhoria: pode-se usar tal artigo como fonte de matéria para se conduzir produzir uma Revisão Sistemática da temática, unindo esse a muitos outros trabalhos já publicados sobre a mesma nos grandes bancos de dados que conhecemos na área das Ciências Sociais Aplicadas: Google Acadêmico, Spell, Scopus, Wef of Sciense, ResearchGate, etc. (essas bases abrangem todas as demais áreas do conhecimento também, exceto a Spell, que é focada mormente em Administração, Ciências Contábeis e Economia).

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.