A (In)Visibilidade Social dos Profissionais de Serviços Gerais: Pesquisa de Campo Sobre Estigmatização no Ambito de Trabalho

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Saúde Mental

Temas Correlatos: Gestão de Pessoas em Saúde;

Acessos neste artigo: 88


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Janete Da Silva Brito , David Nogueira Silva Marzzoni , Maria Do Socorro Sales Mariano

ABSTRACT
Esta pesquisa teve como objetivo compreender sobre a invisibilidade social no trabalho dos Agentes de Serviços Gerais em Marabá-PA. Promovendo uma discussão acerca das percepções e do impacto nas aspirações pessoais e profissionais desse grupo. No geral, o estudo apontou que as atividades desenvolvidas por estes trabalhadores, provoca um sentimento de invisibilidade no local de trabalho e são estigmatizados em razão do exercício da profissão, sendo esta invisibilidade, uma
construção simbólica, de desaparecimento do sujeito em razão da profissão de baixa qualificação escolar ou técnica. A pesquisa empírica teve a participação de 11 Agentes de Serviços Gerais, distribuídos em três escolas públicas municipais e na Secretaria Municipal de Educação. A pesquisa foi realizada nos meses de janeiro e
fevereiro de 2023 e contou com observação de campo pela pesquisadora e uso de dois instrumentos para coleta de dados: 1) Questionário sociodemográfico e (2) Questionário semiestruturado com questões abertas. As representações construídas pelos participantes revelam a importância do trabalho na dinâmica familiar e social
destes profissionais, constituídas pela possibilidade de realizações pessoais e profissionais.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Rose Laura Da Silva Miranda 27-10-2023 07:23:35

Trabalho muito pertinente para pensar a vivência dos profissionais de serviços gerais e também a nossa relação com estes. É interessante refletir sobre as ''invisibilidades diárias''. Parabéns pela pesquisa!

O artigo colocou aspectos importantes relacionados com os profissionais de serviços gerais. Realmente, em diversas situações são identificadas condições favoráveis para o desencadeamento da síndrome de Burnout, tal como, atos de desrespeito e desvalorização aos executores da limpeza. É preciso repensar ao nível social a relevância desses labutadores na contenção dos riscos biológicos e contribuições para assegurar o bem-estar das pessoas. Acredito que esse estudo contribui para fomentar as reflexões sobre esse tema. Parabéns!

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.