BIOMASSAS RESIDUAIS E A PRODUÇÃO AGROENERGÉTICA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Biotecnologia e bioecologia

Temas Correlatos: Biotecnologia e bioecologia;

Acessos neste artigo: 279


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Ricardo Guilherme Kuentzer , Elba Gomes Dos Santos , Bento Pereira Da Costa Neto , Rui Carlos De Souza Mota

ABSTRACT
O Plano Nacional de Agroenergia, reúne ações estratégicas e vem pautadas na missão de “promover o desenvolvimento sustentável e a competitividade do agronegócio em benefício da sociedade brasileira”. Essa afirmação, retrata o potencial que o setor agroenergético se destaca para as ações de sustentabilidade. As políticas da agroenergia no Brasil, assumi uma posição de liderança mundial, quando destacamos a matriz energética nacional como sendo a matriz mais limpa do mundo. As diversas fontes de energias alternativas, são as ascensões do Brasil como referência no setor da energia renovável, em especial o setor agroenergético. Nela se destaca a cadeia produtiva do etanol, reconhecida como a mais eficiente do mundo, a qual é conduzida por classe empresarial dinâmica, acostumada a inovar e a assumir riscos. Este trabalho analisa como é possível a produção agroenergética através do uso de biomassas residuais como uma alternativa a partir de tratamentos para áreas de perfuração de poços de petróleo e como estas biomassas, depois dos tratamentos, são possíveis a produção de bioprodutos. As matérias primas utilizadas nessa pesquisa forma as de resíduos agrícolas: alecrim do mato, bagaço de cana, casca de coco babaçu, casca de coco licuri, casca de palmeira, mesocarpo do coco, sabugo de milho, serragem de madeira e taboa, como materiais adsorventes naturais e biodegradáveis. O método apresentado, faz parte do grupo de pesquisa sobre resíduos agrícolas e meio ambiente, onde utiliza-se a metodologia de adsorção com óleo para remediações em ambientes de perfuração de poços e depois destes processos a utilização desta matéria prima adsorvida com óleo é transformada em briquetes. Os resultados obtidos ilustraram que os materiais utilizados podem ser viáveis não só para o tratamento da água de produção de petróleo como também para a remoção de óleo de ambientes aquáticos e na utilização de briquetes para produção de bioprodutos para o setor da agroenergia. 

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Anabel Aparecida Oliarski 23-05-2023 19:50:43

Existem algumas discordâncias no texto que precisam ser corrigidas, como por exemplo em ''... no Brasil, assumi uma posição de ...'', onde se estiver referindo-se às políticas, então seria ''assumem'', e caso não, ficou confuso se está se referindo ao Brasil como líder mundial.

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.