Toxicidade do óleo essencial de Eucalyptus citriodora contra Sitophilus oryzae

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Entomologia

Temas Correlatos: Entomologia;

Acessos neste artigo: 265


Certificado de publicação:
Certificado de Rubens Candido Zimmermann
Certificado de Alessandra Benatto

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Matheus Beger , Rubens Candido Zimmermann , Edson José Mazarotto , Júlia Sant’ Ana , Carolina Gracia Poitevin , Milena Ielen , Sofia Bin Macedo , Alessandra Benatto , Adélia Maria Bischoff , Joatan M. Da Rosa

ABSTRACT
Durante o período de armazenamento, os insetos causam enormes prejuízos econômicos em grãos armazenados. Os inseticidas sintéticos são a principal estratégia de controle, porém o uso intensivo e indiscriminado dessas substancias ocasiona diversos impactos negativos, incluindo resistência. Uma alternativa promissora é a utilização de óleos essenciais (OEs) que são substâncias químicas com propriedades de inseticidas. Nesse contexto, a presente pesquisa objetivou avaliar o seu efeito inseticida do óleo essencial de Eucalyptus citriodora contra Sitophilus oryzae. Os insetos foram obtidos da criação estoque em laboratório. O OE foi adquirido comercialmente e a análise da composição química foi realizada por cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massas. A atividade inseticida foi avaliada nas concentrações 1, 2, 4, 8 e 16%, pelo método de fumigação. Foram identificados 15 compostos que representam 96,12% da composição química total. Apenas as concentrações mais elevadas tiveram efeito inseticida, e a concentração de 16% ocasionou mortalidade de 90%. O OE de E. citriodora demonstra ter atividade inseticida contra S. oryzae em concentrações elevadas. 

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Andrey Martinez Rebelo 19-06-2023 15:19:37

Interessante trabalho, pois óleos essenciais são biocidas naturais e este produto é bastante abundante em comparação com outros óleos. Queria saber qual foi a taxa de mortalidade do controle negativo? Pergunto isso pois a acetona, um solvente considerado ''tóxico'', poderia potencializar a toxicidade do material. Sugiro usar óleos em Tween, obtendo assim uma emulsão que pode ser a forma de disponibilização do óleo, caso seja desenvolvido um produto, ou mesmo pelo fato de este, a princípio, ser menos biocida que a acetona.

Parabéns pelo trabalho! O uso de óleos essenciais é uma opção interessante para o futuro, uma vez que são compostos relativamente naturais, que podem inclusive serem obtidos (em alguns casos) de resíduos de uma cultura, melhorando também sua exploração econômica.

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.