HORAS DE ACÚMULO DE FRIO COMO FATOR LIMITANTE PARA A PRODUÇÃO DE MIRTILO NA REGIÃO DO SUL DE MINAS GERAIS

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Agrometeorologia e Geotecnologia

Temas Correlatos: Agrometeorologia e Geotecnologia;

Acessos neste artigo: 214


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

João Paulo Balbino Da Silva , Ruan Carlos Corrêa , Lucas Eduardo De Oliveira Aparecido , Guilherme Botega Torsoni , Maiqui Izidoro , Bruna De Cássia Corrêa Carvalho

ABSTRACT
A cultura do mirtilo tem experimentado significativa expansão em vários estados brasileiros devido à crescente demanda mundial impulsionada pelos benefícios nutracêuticos do mirtilo, que contém compostos essenciais para uma vida saudável, como antocianinas e flavonoides. O objetivo deste estudo foi quantificar o número de horas de frio na região sul de Minas Gerais para avaliar a possibilidade de instalação do cultivo de mirtilo na região. O estudo utilizou uma série climática da região e dados de temperaturas máximas e mínimas do ar e chuvas de 1965 a 2015 para calcular a quantidade de horas de frio abaixo de 7,2°C. Os resultados mostraram uma tendência de aumento da temperatura da região ao longo dos anos, o que pode afetar o cultivo do mirtilo.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.