ANÁLISE DA ATIVIDADE AGRÍCOLA COM O CULTIVO DO TRIGO NO PROAGRO NO PARANÁ

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Economia agrícola e agronegócios

Temas Correlatos: Economia agrícola e agronegócios;

Acessos neste artigo: 273


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Lucas Martins Baude

ABSTRACT
O trigo é um dos cereais responsáveis pela segurança alimentar mundial. Porém, como as demais culturas agrícolas, seu cultivo enfrenta situações que fogem ao controle do agricultor e causam prejuízos econômicos. Para mitigar os riscos da atividade agropecuária o Governo criou em 1973 o Programa de Garantia a Atividade Agropecuária (Proagro),  para amparar as perdas financeiras na produção e evitar o endividamento do produtor rural. Teve-se por objetivo no presente trabalho analisar a atividade agrícola com o cultivo do trigo no Proagro, por meio do “Índice de Quantidade de Indenizações/quantidade de Adesões (RQIA)” e “Índice de Valor de Indenizações/Valor de Adesões (RVIA)”, conforme metodologia aplicada no Banco Central, nos relatórios circunstanciados do Proagro. A pesquisa foi conduzida com enfoque quantitativo, utilizando dados do Banco Central (BACEN) para os municípios do Estado do Paraná, no período entre 2013 e 2019. No período analisado foi observado concentração de RVIA superior a 40% na região Sudeste do Paraná. Dois municípios da Região Metropolitana de Curitiba encontram-se dentro desse percentual. A região Noroeste do Estado, apresentou poucos municípios com concentração de RVIA 

Palavras-chave: Gestão de risco, Programa de garantia, Atividade agropecuária. 

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.