Zoneamento Climático da Erva-Mate (Ilex Paraguariensis) no Mato Grosso do Sul

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Agrometeorologia e Geotecnologia

Temas Correlatos: Agricultura;

Acessos neste artigo: 252


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Pedro Antonio Lorençone , João Antonio Lorençone , Lucas Eduardo De Oliveira Aparecido , Guilherme Botega Torsoni , Rafael Fausto De Lima

ABSTRACT
Este trabalho tem como objetivo estudar o zoneamento climático da Ilex paraguariensis, também conhecida como erva-mate, com o intuito de identificar as áreas potenciais para o cultivo da espécie. Os elementos climáticos Temperatura do ar e Precipitação foram coletados de 4.947 estações meteorológicas no período de 1960-2020. A temperatura do ar e a precipitação média anual foram utilizadas para realizar o zoneamento agroclimático, utilizando a chave de aptidão climática para Ilex paraguariensis. O resultado mostrou que cerca de 91,6% (417.997 Km2) do estado de Mato Grosso do Sul é considerado inapto para o desenvolvimento da erva mate, enquanto 8,4% (39.782 Km2) é considerado apto. Algumas cidades apresentaram porcentagens relativamente elevadas de áreas aptas, mas é importante levar em consideração outros fatores que possam influenciar na produção, como a qualidade do solo, disponibilidade de recursos hídricos e investimento em tecnologias de cultivo.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.