artigos
Convibra Conference - O USO DO LÚDICO NA COMUNICAÇÃO COM A CRIANÇA E SUA FAMÍLIA NO AMBIENTE HOSPITALAR
O USO DO LÚDICO NA COMUNICAÇÃO COM A CRIANÇA E SUA FAMÍLIA NO AMBIENTE HOSPITALAR

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Saúde da Criança e do Adolescente

Temas Correlatos: Saúde da Criança e do Adolescente;

Acessos neste artigo: 58


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Aline Silva Da Fonte Santa Rosa De Oliveira , Juliana Rezende Montenegro Medeiros De Moraes , Renata De Moura Bubadué , Adriana Loureiro Da Cunha , Gabriella Campião De Cerqueira , Júlia Dias Couto , Lucas De Almeida Andrade , Marcos Vinícius Damasceno De Sousa , Millene Monteiro , Patrícia Oliveira Ribeiro , Raphaella De Oliveira Machado , Raquel Pereira Nonato Da Silva , Isabella Carolina Roma Campos Da Costa

ABSTRACT
RESUMO

Introdução: A hospitalização infantil consiste em uma ruptura da rotina da criança, fazendo com que esta deixe de frequentar os espaços sociais que está habituada (casa, escola etc.) para estar em um ambiente, cujos estressores incluem ruídos (bombas, monitores, convívio com outras crianças doentes), procedimentos dolorosos (punção venosa, sondagem vesical, etc), dieta específica, entre outros. Nesse espaço, a criança e sua família enfrentam o processo de adoecimento, cujos sentimentos envolvem insegurança, medo e angústia (Bazzan et al, 2020; Azêvedo & Crepaldi, 2019). Objetivo: apresentar uma proposta de trabalho para promover um ambiente terapêutico, lúdico e confortável à criança e sua família durante a hospitalização. Métodos: implementar estratégias de cuidado que envolvem a segurança do paciente e promovam o cuidado terapêutico, lúdico e confortável à criança e sua família durante a hospitalização. Resultados esperados: a inclusão da família no cuidado à criança por meio da articulação de procedimentos de higiene, alimentação com atividades lúdicas que envolvem brincadeiras, linguagem apropriada à criança e a promoção de vínculo entre o familiar que cuida e a criança que é cuidada. Discussão: O uso de abordagens lúdicas na comunicação com a criança e sua família tem se mostrado efetivo no cuidado à criança durante a hospitalização. Aponta-se o uso de jogos como estratégias de comunicação específicas com a família desde o momento de admissão da criança no ambiente hospitalar. Esse tipo de abordagem pode favorecer a apropriação de conhecimento de saúde da criança, favorecendo a comunicação de equipe de saúde com a família da criança em situação de hospitalização (Aranha et al., 2020). Conclusões: O uso do lúdico na comunicação com a criança e sua família durante o processo de hospitalização oferta, ao estudante de graduação de Enfermagem, ferramentas para o cuidado efetivo, resolutivo e promotor de independência e autonomia da família que se depara com uma nova realidade no processo de adoecimento infantil.

Palavras-chave: Hospitalização, Enfermagem Pediátrica, Criança

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.