artigos
Convibra Conference - ESCOLA, FAMÍLIA E SAÚDE MENTAL DO ADOLESCENTE PÓS COVID-19: RELATO DE CASO BASEADO EM EVIDÊNCIA EMPÍRICA
ESCOLA, FAMÍLIA E SAÚDE MENTAL DO ADOLESCENTE PÓS COVID-19: RELATO DE CASO BASEADO EM EVIDÊNCIA EMPÍRICA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Saúde Mental

Temas Correlatos: Saúde da Criança e do Adolescente;

Acessos neste artigo: 9


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Zuleide Oliveira Feitosa , Heitor Azevedo Lima , João Antonio Cavalcante Dos Santos , Juliana Maria Duarte Tavares , Maria José Ordoñez

ABSTRACT
O objetivo da pesquisa, originada a partir do Projeto de Intervenção Psicossocial na Escola e Comunidade, é a prevenção das afetações psicológicas no contexto escolar pós COVID – 19 (Projeto Piloto). Para tanto, foram adotadas as metodologias ativas como estratégias para intervenção junto ao adolescente, à escola e à família. Os resultados mostraram que os conflitos familiares, a ansiedade, a baixa autoestima, seguido do bullying são os indicadores de maior recorrência nos adolescentes atendidos no período escolar. Com base nesses resultados, estima-se que os conflitos familiares (abuso emocional e físico) sejam os principais deflagradores das crises de ansiedade. Que o fortalecimento da ansiedade, em função das dissidências domésticas, pode desencadear os comportamentos de baixa autoestima, mutilação e ideação suicida. Conclui-se que os indicadores de sofrimento mental adolescente (ansiedade, bullying, baixa autoestima e ideação suicida) se evidenciam como um sério problema de saúde pública que exige a atenção de educadores, psicólogos e pais. 
Palavras chave: Escola, Família, Saúde Mental, Adolescente, COVID-19.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.