artigos
Convibra Conference - ESTUDO DA ECONOMICIDADE NA AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS COMUNS PELA FUERN: PREGÃO PRESENCIAL VERSUS ELETRÔNICO
ESTUDO DA ECONOMICIDADE NA AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS COMUNS PELA FUERN: PREGÃO PRESENCIAL VERSUS ELETRÔNICO

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Contabilidade

Acessos neste artigo: 17


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Vanessa Liliane Batista Bezerra Lopes , Auris Martins De Oliveira , Antonio Erivando Xavier Júnior , Jorge Fernandes Jales Neto , Pablo Marlon Medeiros Da Silva , Brena Samara De Paula

ABSTRACT
O objetivo desta pesquisa foi mensurar a economicidade na aquisição de bens e serviços comuns contratados pela Fundação Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - FUERN através do pregão presencial versus eletrônico. Foram comparadas a economicidade de 3 pregões presenciais realizados em 2012 e 3 pregões eletrônicos ocorridos em 2018. A escolha dos pregões de 2012 ocorreu pelo fato de ter sido o último ano em que os processos licitatórios dos objetos estudados foram contratados através dessa modalidade, e os de 2018 por serem os mais recentes. Foi feita uma comparação dos valores estimados na memória de cálculo com os realmente contratados. Os resultados evidenciam que os pregões presenciais resultaram em uma maior economicidade quando comparados com o eletrônico. Os dados coletados mostram que no pregão presencial houve uma economia de 52,97% e no eletrônico 21,21%. Verifica-se a necessidade de realização de um novo estudo com um maior número de processos para confirmar se realmente na FUERN o pregão em sua forma presencial gera uma maior economicidade quando comparado com o pregão eletrônico.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.