artigos
Convibra Conference - A implantação da gestão de custos hospitalares em hospital de pequeno porte e os ganhos advindos na gestão dos recursos/gestão de custos
A implantação da gestão de custos hospitalares em hospital de pequeno porte e os ganhos advindos na gestão dos recursos/gestão de custos

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Finanças

Temas Correlatos: Gestão estratégica;

Acessos neste artigo: 15


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Marcia Mascarenhas Alemao , João Batista Moreira Franco

ABSTRACT
Os hospitais são organizações complexas, de difícil padronização de entradas e saídas, com diversidade nos processos internos e multidisciplinariedades profissional e de ações. No Brasil, os hospitais são o centro do SUS, consumindo 62% dos recursos em saúde. Nos hospitais, a implantação de sistema de apuração de custos, de forma metodologicamente válidas e padronizadas, que permitam a identificação dos serviços e produtos e os recursos consumidos, é apontada como de difícil realização e fundamental para o melhor uso dos recursos na saúde. O método de Custeio por Absorção, o mais utilizado em hospitais, apesar de utilizar critérios arbitrários na alocação dos custos indiretos. A implantação da gestão de custos por absorção gera ganhos gerenciais mesmo quando não são utilizados sistemas informatizados,  possibilitando em melhora nos resultados assistenciais e administrativos e consequentemente, maior valor aos usuários. Neste contexto, considerando as reduzidas evidências que trazem a implantação da gestão de custos hospitalares, este artigo apresenta este processo no Hospital Nossa Senhora dos Anjos, evidenciando as ações estratégicas, táticas e operacionais realizadas. Conclui-se que o apoio estratégico na efetiva implementação foi primordial para melhoria no uso dos recursos e que, apesar da limitação da apuração ser realizada em planilhas Excel, houve ganhos na gestão dos recursos, na assistência, contribuindo no reequilíbrio econômico-financeiro do hospital. 

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.