artigos
Convibra Conference - SaniSeCo/UFVJM: Uma Tecnologia Sanitária Para Promoção da Saúde
SaniSeCo/UFVJM: Uma Tecnologia Sanitária Para Promoção da Saúde

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Inovações em Gestão da Saúde

Temas Correlatos: Educação Física, Nutrição, Fisioterapia e áreas afins na Gestão, Educação e Promoção da Saúde;

Acessos neste artigo: 70


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Pedro Pinto Godoy , Jardel Batista Rodrigues Silva , Ana Luisa Meira Teixeira , Daniel José Silva Viana , Alex Sander Dias Machado

ABSTRACT
O cume Pico do Itambé é um lugar de uso público onde os visitantes frequentemente defecavam e urinavam no local. O Sanitário Seco de Compostagem (SSC) é uma tecnologia sanitária que não utiliza água e funciona sob o princípio da compostagem (processo de transformação da matéria orgânica em adubo pela ação de bactérias). A importância do SSC pode ser resumida em três pontos: i) a não utilização de água; ii) a não poluição de rios, lençóis freáticos e solo; iii) o potencial para adubação do produto (composto) gerado no processo de compostagem. O SaniSeCo é um protótipo de SSC desenvolvido por pesquisadores da UFVJM e que, com grande envolvimento da gestão e funcionários do Parque Estadual do Pico do Itambé, Prefeitura do Município de Santo Antonio do Itambé, comunidade e visitantes voluntários, construíram uma unidade SaniSeCo no cume do Pico do Itambé, a 2050 metros de altitude, para avaliação de sua eficiência como alternativa sanitária para aquele local de difícil acesso e sem água,  e enquanto tecnologia de promoção da saúde ambiental e humana. Os resultados obtidos até o momento, 1 ano de funcionamento, demonstram o preenchimento de 2 câmaras de aproximadamente 1,5 metro quadrado de fezes e urina cobertas com serragem, quantidade que anterior a sua instalação,  com a ausência de um sistema sanitário, o cume do Pico do Itambé, um local de frequente uso público, o solo e as nascentes de entorno estavam sob risco de contaminação pela demasiada dispersão de fezes. A tecnologia SaniSeCo/UFVJM promoveu ao Pico do Itambé, segurança sanitária demonstrando eficiência no uso e manejo,por parte dos funcionários, adesão pelos usuários e promoção da saúde ao local de beleza tão exuberante, evitando contaminações humanas e ambientais.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.