artigos
Convibra Conference - ETNOGRAFIA RÁPIDA EM ANTROPOLOGIA MÉDICA APLICADA À MEDICINA:UM RELATO DE EXPERIÊNCIA
ETNOGRAFIA RÁPIDA EM ANTROPOLOGIA MÉDICA APLICADA À MEDICINA:UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Educação, formação e treinamento em saúde

Temas Correlatos: Educação, formação e treinamento em saúde;

Acessos neste artigo: 13


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

David Santos Libarino , Luana Leal Gonzaga , Sara Emanuelle Dos Santos Neves , Ana Beatriz Ferreira Gusmão , Ana Luiza Ferreira Gusmão , Breno Oliveira Marques , Juliana Brito Dos Santos , Karol Maynne Vieira Dos Santos , Níkolas Brayan Da Silva Bragas , Paloma Santos Da Hora , Raul Antônio Oliveira Souza , Paulo Rogers Da Silva Ferreira

ABSTRACT
 A etnografia rápida ou breve tem se tornado instrumento de pesquisa nas escolas médicas brasileiras. Tal instrumento tem colaborado para a proximidade/alteridade entre médicos e as cosmovisões das populações sob assistência, mesmo que de forma breve. Nesse sentido, o processo saúde-doença é ampliado e aprofundado, isto é, ele não se restringe ao modelo biomédico, mas ganha uma abertura em que o saber popular, não médico, ganha sua força e emergência na formação médica. Por conseguinte o relato de experiência aqui retratado vincula-se à execução do projeto de extensão Mapeamento de doenças a partir dos termos populares empregados pela população de Vitória da Conquista-BA: confecção de um etnodicionário, projeto desenvolvido pelo Centro Baiano de Pesquisas em Antropologia Médica do Instituto Multidisciplinar em Saúde da Universidade Federal da Bahia (CBPAM-IMS-CAT/UFBA).  Deste modo, incluir os saberes da comunidade ao acadêmico de medicina corrobora em um somatório de cosmovisões, que favorece o cuidado na promoção e proteção à saúde, bem como a reorganização da dinâmica de assistência. Esta etnografia foi aprovada pelo Comitê de Ética do Instituto Multidisciplinar em Saúde CEP IMS-CAT/UFBA - número do parecer: 5.252.901.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.