artigos
Convibra Conference - VIOLÊNCIA SEXUAL INFANTIL NA EMERGÊNCIA
VIOLÊNCIA SEXUAL INFANTIL NA EMERGÊNCIA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Saúde da Criança e do Adolescente

Temas Correlatos: Educação Física, Nutrição, Fisioterapia e áreas afins na Gestão, Educação e Promoção da Saúde;

Acessos neste artigo: 14


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Juliana Fernandes Rodrigues Da Silva Silva , Juliana Fernandes Rodrigues Da Silva

ABSTRACT
INTRODUÇÃO: O abuso sexual contra crianças e adolescentes têm sido considerados um grande problema de saúde pública, devido aos altos índices de incidência e as sérias conseqências para o desenvolvimento cognitivo, afetivo e social da vítima e da sua família. O abuso sexual se define como a participação de uma criança ou de um adolescente menor em atividades sexuais, as quais não são capazes de compreender, que são inapropriadas à sua idade e seu desenvolvimento psicossocial, que sofrem por sedução ou força, e que transgridam os tabus sociais. OBJETIVO: Este estudo tem por objetivo promover uma reflexão teórica sobre a violência sexual infantil no atendimento de emergência. METODOLOGIA: Trata-se de uma revisão sistemática de literatura e integrativa constituída por periódico de enfermagem. Através do presente estudo foram encontrados vinte artigos que contemplam o objetivo do estudo.Dividiu-se em três capítulos: o primeiro, intitulado revisão de literatura, narra o contexto histórico do tema. O segundo capítulo aborda o método e no último apresentam-se os resultados e as conclusões obtidas com a realização da monografia. RESULTADOS: Embora a violência sexual infantil exista há muito tempo, nos últimos anos vem ganhando contornos mais nítidos na área da saúde, porém pouco estudado e discutido no contexto da enfermagem.Os estudos revelaram que a violência sexual infantil é uma situação preocupante no trabalho em saúde e especificamente em enfermagem, pois a equipe não está capacitada para enfrentar esta situação. CONCLUSÃO: Este estudo traz reflexões e contribuições acerca da assistência do enfermeiro à criança com suspeita de abuso sexual, tendo em vista a gravidade e a seriedade desta temática na sociedade e as possibilidades de ações a serem desenvolvidas pelo enfermeiro face à criança e sua família, considerando a promoção, proteção e prevenção em saúde. Acredita-se que este estudo é de relevância, pois oferece uma maior compreensão das características da violência sexual no universo da enfermagem, e serve de instrumento aos profissionais de saúde para aprenderem sobre suas características e formas de prevenir e combater o seu aparecimento.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.