artigos
Convibra Conference - TRANSFERÊNCIA DE CUIDADOS: o olhar e a prática dos profissionais de Enfermagem em um serviço de pronto atendimento
TRANSFERÊNCIA DE CUIDADOS: o olhar e a prática dos profissionais de Enfermagem em um serviço de pronto atendimento

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Gestão de serviços de saúde

Temas Correlatos: Gestão de serviços de saúde;

Acessos neste artigo: 17


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Brisa Emanuelle Silva Ferreira , Marília Alves , Clayton Lima Melo , Claudirene Milagres Araújo

ABSTRACT
A transferência de cuidados, entre profissionais de enfermagem, está relacionada à troca de informações precisas e completas a respeito dos pacientes do pronto atendimento. Alguns fatores podem interferir em uma transferência de cuidados de qualidade, como: número excessivo de pacientes com múltiplas comorbidades, histórico médico, pregresso limitado e interrupções frequentes. Este estudo teve como objetivo analisar a transferência de cuidado realizada pelos profissionais de enfermagem no ambiente de uma unidade de pronto atendimento. Foi realizada uma pesquisa de abordagem qualitativa, descritiva, realizada com oito enfermeiros e três técnicos de enfermagem. Os dados foram coletados em um projeto matriz, entre setembro e dezembro de 2017, por meio de consulta a documentos e entrevistas com roteiro semiestruturado e submetidos à Análise de Conteúdo, focalizando na análise secundária dos dados da equipe de enfermagem, que ainda não haviam sido analisados. Os resultados foram organizados em três categorias: transferência de cuidados pela equipe de enfermagem; trabalho da Enfermagem em uma Unidade de Pronto Atendimento e a importância da Comunicação na transferência de cuidados. Os resultados mostram que a passagem de plantão é um momento que traz algumas difuldades de comunicação por alguns motivos: sobrecarga de trabalho, grande número de pacientes com diferentes níveis de gravidade, dinâmica do setor, transferências no próprio pronto atendimento, intra-hospitalar e inter-hospitalar (transferências externas), local da passagem de plantão, pouco uso de instrumentos de registro das informações e interrupções. Os profissionais expressaram as potencialidades e fragilidades do processo e da dinâmica no pronto atendimento, como uma forma de cuidado. O processo de transferência de paciente padronizado entre as equipes de enfermagem intra e inter-hospitalares deve ser estruturado para organizar o repasse e registros das informações do paciente, fazendo com que haja redução de erros no atendimento e perda de dados, além de evitar eventos adversos e melhorar a segurança do paciente e a satisfação profissional.  

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.