artigos
Convibra Conference - O Filho de Mil Homens - Família e Coletividade no Campo Psicanalítico
O Filho de Mil Homens - Família e Coletividade no Campo Psicanalítico

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Pandemia, perdas, luto

Acessos neste artigo: 48


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Luciana Pires

ABSTRACT
       Um humano precisa de um outro humano para vir a ser, para sobreviver aos primeiros tempos e para se incluir no mundo. É preciso um outro humano que aceite renunciar a si mesmo, por um certo tempo, em nome de se sintonizar às necessidades prementes do novo humano. Esta sintonia fina é sinequanon para o advento humano. Mas para que esse outro humano sintonizado possa se suspender, ele precisa estar suportado por círculos de acolhimento culturais e comunitários, por rodas e rodas de humanos. E entendemos que o psicanalista de crianças faz parte desses outros laços cuidadores de nossa cultura.
       Isole, por cerca de dois anos, pais e filhos dos laços sociais de seu entorno, mantendo-os sem contato com professores, colegas, amigos, vendedores, médicos, vizinhos ou quaisquer outros. Vivemos uma espécie de experimento histórico que findou por desmascarar a falácia da autossuficiência da família nuclear para o cuidado do humano criança. 
       Diante do efeito desolador que o isolamento das famílias durante a pandemia provocou, eu me pus a indagar mais radicalmente o quanto nós psicanalistas não somos responsáveis por uma atribuição de excessiva centralidade à família, especialmente no que tange o pensamento sobre o cuidado das crianças. E tal indagação trouxe consigo a preocupação de que esse enviesamento tenha consequências negativas, tanto clínicas quanto políticas, nas apostas que fazemos nas conduções do desenvolvimento infantil. Convido vocês a participar dessa discussão, tendo como inspiração o romance ''O filho de mil homens'' de Valter Hugo Mãe (2016), o programa de youtube Greg News, de 20 de novembro de 2020, intitulado ''Boa noite, família'' e algumas reflexões ao redor das obras dos psicanalistas Françoise Dolto e Donald Winnicott.

Referências bibliográficas
Duvivier, Gregório. Greg news. “Boa noite, família”. Youtube, 20 de novembro 2020. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=ghQ9Oa9fR3w.
Mãe, Valter Hugo. O filho de mil homens. São Paulo: Editora Biblioteca Azul, 2016.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.