artigos
Convibra Conference - TESTE DE CONDUTIVIDADE ELÉTRICA NA AVALIAÇÃO DO VIGOR DE SEMENTES DE RÚCULA
TESTE DE CONDUTIVIDADE ELÉTRICA NA AVALIAÇÃO DO VIGOR DE SEMENTES DE RÚCULA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Agricultura

Temas Correlatos: Horticultura;

Acessos neste artigo: 26


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Raphaela Cristina Prado Siqueira , Victor Matheus Martins , Juliana Brisolla De Queiroz Ribeiro , Jean Vitor Coutinho , Nataly De Oliveira Wesgueber , Cristina Batista De Lima

ABSTRACT
O presente estudo foi realizado com o objetivo de avaliar a metodologia (volume de água e tempo de embebição) e, o uso da análise estatística na interpretação dos resultados do teste de condutividade elétrica, para a classificação do vigor de lotes de sementes de rúcula. Oito lotes de sementes de rúcula, sendo quatro lotes da cv. gigante e quatro da cv. Cultivada, adquiridos isentos de tratamento sanitário, categoria S2 foram submetidos às avaliações de teor de água, teste de germinação, envelhecimento acelerado e condutividade elétrica. O teste de condutividade elétrica foi executado com quatro repetições de 50 sementes para cada lote/cultivar, pesadas em balança analítica e colocadas em copos plásticos (200 mL) com 50 e 75 mL de água deionizada. Os copos foram mantidos em câmara de germinação sob a temperatura de 25 °C durante os períodos de 4, 8 e 12 horas, medindo em seguida a condutividade elétrica da solução. Com os valores obtidos os resultados foram calculados e expressos em µS/cm/g de semente. Os resultados do teste de condutividade elétrica variaram em função do volume de água e do tempo de embebição das sementes, porém, não foi possível estabelecer somente pela análise estatística, classes de vigor semelhantes às indicadas pelo teste de envelhecimento acelerado. A ausência de parâmetros indicativos de valores como referência de condutividade elétrica, associados ao nível de vigor dos lotes de sementes de rúcula, pode favorecer uma interpretação equivocada sobre sua real condição fisiológica.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Alessandro Bandeira Dalbianco 01-06-2022 20:43:31

Ótimo estudo!! Porém, as cores das letras diferenciam durante o texto, deve-se padronizar. A conclusão do estudo ficou um pouco confusa, seria melhor detalhar mais. Seria mais aplicável utilizar referências mais atualizadas com autores referências na área, na parte da discussão.

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.