artigos
Convibra Conference - Volume de Água e Tempo de Embebição Durante o Teste de Condutividade Elétrica Para Sementes de Salsa.
Volume de Água e Tempo de Embebição Durante o Teste de Condutividade Elétrica Para Sementes de Salsa.

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Agricultura

Temas Correlatos: Horticultura;

Acessos neste artigo: 9


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Nataly De Oliveira Wesgueber , Jean Vitor Coutinho , Victor Matheus Martins , Raphaela Cristina Prado Siqueira , Juliana Brisolla De Queiroz Ribeiro , Cristina Batista De Lima

ABSTRACT
O presente trabalho foi realizado com o objetivo de identificar o melhor volume de água e tempo de 
embebição para o teste de condutividade elétrica em sementes de salsa. Foram utilizados oito lotes de 
sementes de salsa, sendo quatro de cada cultivar, das cvs. Lisa e Portuguesa. Foi determinado o teor de 
água dos lotes, e as sementes foram submetidas aos testes de germinação, envelhecimento acelerado e 
condutividade elétrica. O teste de condutividade elétrica foi executado com quatro repetições de 50 
sementes para cada lote/cultivar, pesadas em balança analítica, colocadas em copos plásticos (180 mL) 
com 50 mL e 75 mL de água deionizada. Os copos foram mantidos em câmara de germinação sob a 
temperatura de 25 °C durante os períodos de 4, 8 e 12 horas, medindo em seguida a condutividade 
elétrica da solução, sendo os valores médios calculados e expressos em µS/cm/g de semente. A 
embebição de sementes de salsa em 50 mL de água deionizada, durante 4 horas, proporcionou a obtenção 
de melhores resultados para a realização do teste de condutividade elétrica.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.