artigos
Convibra Conference - AVALIAÇÃO DE METODOLOGIAS PARA DESLIGNIFICAÇÃO DE RESÍDUOS DA CASCA DE ACÁCIA-NEGRA (Acacia mearnsii De Wild.)
AVALIAÇÃO DE METODOLOGIAS PARA DESLIGNIFICAÇÃO DE RESÍDUOS DA CASCA DE ACÁCIA-NEGRA (Acacia mearnsii De Wild.)

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Sustentabilidade ambiental

Temas Correlatos: Agricultura;

Acessos neste artigo: 6


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Paula Da Cruz Pedroso , Tereza Longaray Rodrigues , Marcilio Machado Morais , Gabriela Silveira Da Rosa , André Ricardo Felkl De Almeida

ABSTRACT
O presente trabalho teve como objetivo realizar um estudo a respeito de diferentes metodologias aplicadas no pré-tratamento dos resíduos da casca de acácia-negra, provenientes da indústria extrativa de taninos, tendo o pré-tratamento como intuito de que promover o fracionamento dos componentes lignocelulósicos. Desta forma, foram avaliadas as metodologias: alcalina (MET1), acetosolv (MET2) e organosolv (MET3), analisando como respostas o percentual de remoção de lignina klason e rendimento em massa. Assim, obteve-se uma remoção de lignina e rendimento correspondente a, respectivamente, 100% e 7% (MET1), 40% e 23% (MET2) e 26,66 e 28% (MET3). Ao fim do presente trabalho foi possível perceber que, apesar do baixo rendimento, a MET1 foi a que permitiu a obtenção do melhor resultado em decorrência da sua alvura elevada e à alta taxa de remoção de lignina klason presente na biomassa, permitindo o seu emprego em futuros estudos que requerem o uso de materiais altamente purificados.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.