artigos
Convibra Conference - Avaliação da Ras e Rap da Solução do Solo em Decorrência da Aplicação de Água Residuária de Suinocultura em Mudas de Cafeeiro Conilon
Avaliação da Ras e Rap da Solução do Solo em Decorrência da Aplicação de Água Residuária de Suinocultura em Mudas de Cafeeiro Conilon

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Agricultura

Temas Correlatos: Agricultura;

Acessos neste artigo: 12


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Ana Elisa Lyra Brumat , Ana Carolina Lyra Brumat

ABSTRACT
Economia de fertilizantes, diminuição dos impactos negativos ao ambiente e preservação da água são fatores importantes para a utilização de águas residuárias em cultivos agrícolas. Apesar dos benefícios, essa prática feita de forma incorreta pode acarretar na contaminação ambiental e afetar negativamente a produção. Portanto o monitoramento dos atributos da solução do solo para o entendimento da  funcionalidade do sistema solução-solo-planta é importante. Objetivou-se avaliar os efeitos do parcelamento da ARS nos atributos químicos da solução do solo cultivado com café conilon cv. Robusta, em três texturas de solo. O trabalho foi conduzido na área experimental da Universidade Federal do Espírito Santo, município de Alegre – ES. As plantas de café foram cultivadas em vasos de 50 dm³ espaçados em 0,8m x 1,0 m, preenchidos com 40dm³ de solo, no esquema de parcelas subsubdivididas (3x4x9), sendo nas parcelas o fator textura em três níveis (argilosa, média e arenosa), nas subparcelas o fator parcelamento de ARS e adubação mineral em quatro níveis (Adubação mineral via cloreto de potássio; ARSK1: 100% do potássio, fornecido via ARS; ARSK2: 100% do potássio, fornecido via ARS em dois parcelamentos um a cada 30 dias; ARSK3: 100% do potássio, fornecido  via ARS, em 3 parcelamentos, um a cada 30 dias), e nas subsubparcelas o fator coleta da solução do solo em nove níveis (aos 10, 20, 30, 40, 50, 60, 70, 80 e 90 dias do início das aplicações), em DBC com quatro repetições. O volume de ARS utilizado foi calculado de acordo com a quantidade de potássio presente na ARS. Foram monitorados Na, K, Ca e Mg na solução do solo por meio de extratores de cápsula porosa instalados em cada unidade experimental para o calculo da razão de adsorção de sódio e potássio (RAS e RAP). Os dados foram submetidos a análise de variância a 5% de probabilidade e os efeitos analisados por regressão. A RAS e RAP apontaram potenciais riscos ao solo de textura argilosa. 

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.