artigos
Convibra Conference - REDUÇÃO DA CAPACIDADE DE PARASITISMO DE TELENOMUS PODISI (ASHMEAD, 1893) (HYMENOPTERA: SCELIONIDAE) SUBMETIDOS A INSETICIDAS QUÍMICOS UTILIZADOS NA CULTURA DA SOJA
REDUÇÃO DA CAPACIDADE DE PARASITISMO DE TELENOMUS PODISI (ASHMEAD, 1893) (HYMENOPTERA: SCELIONIDAE) SUBMETIDOS A INSETICIDAS QUÍMICOS UTILIZADOS NA CULTURA DA SOJA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Entomologia

Temas Correlatos: Seletividade;

Acessos neste artigo: 1


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Leticia Martins Parra , Anne Chi Lin Sun , Regiane Cristina De Oliveira

ABSTRACT
A cultura da soja, uma das maiores commodities do Brasil, apresenta diversos desafios no manejo de pragas, como o percevejo-marrom, Euschistus heros (Fabricius) (Hemiptera: Pentatomidae). O controle químico é a tática mais utilizada, principalmente pelo rápido resultado e pela cultura tradicional entre produtores. Contudo, com a implementação do Manejo Integrado de Pragas (MIP), a inclusão do controle biológico vem se consolidando no Brasil e no mundo, trazendo consequências positivas ao ambiente agrícola. Parasitoides de ovos, como Telenomus podisi (Ashmead,1893) (Hymenoptera: Scelionidae) são exemplos de eficácia contra populações de pragas, como o percevejo-marrom, impedindo que estes se estabeleçam na cultura em níveis de dano econômico. Para que haja sucesso na aplicação do controle biológico, estudar a compatibilidade e seletividade com outros métodos de manejo, como o controle químico, é essencial. Portanto, o objetivo desse trabalho foi avaliar o efeito dos principais inseticidas químicos utilizados na cultura da soja sobre o parasitoide T. podisi. O bioensaio foi realizado em laboratório seguindo a metodologia padronizada pela International Organization of Biological and Integrated Control of Noxious Animal and Plants” (IOBC), sendo composto por oito inseticidas químicos e água destilada como controle, compondo nove tratamentos. Dentre os inseticidas testados, todos foram classificados entre moderadamente nocivos e nocivos, não sendo seletivos a T. podisi, recomendando-se, portanto, a utilização de outros produtos ou métodos de manejo em programas de MIP quando utiliza-se controle químico e biológico. 

Palavras-chave: seletividade; manejo integrado de pragas; controle biológico; inimigos naturais; sustentabilidade

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.