artigos
Convibra Conference - PRECIPITAÇÃO E DEMANDA HÍDRICA DO CACAUEIRO EM ALTAMIRA-PARÁ
PRECIPITAÇÃO E DEMANDA HÍDRICA DO CACAUEIRO EM ALTAMIRA-PARÁ

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Agrometeorologia

Temas Correlatos: Agrometeorologia;

Acessos neste artigo: 5


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Jennyfer Febronio Bayma , Vivian Dielly Da Silva Farias , Cicero Manoel Dos Santos , Sandra Andrea Santos Silva , José Farias Costa

ABSTRACT
Para que o estabelecimento de plantio de cacaueiro seja economicamente viável, é necessário
distinguir o regime das chuvas e relacionar com a demanda hídrica da cultura, para definir
quando e quanto irrigar. Sendo assim, o presente trabalho tem por objetivo relacionar a
precipitação com as necessidades hídricas de cacaueiro no município de Altamira. O trabalho
foi realizado no município de Altamira-Pará. Foram utilizados dados meteorológicos de
normais climatológicas do período de (1981- 2010 e 1991-2020) da rede de observação do
instituto nacional de Meteorologia (INMET), de posse dos dados de evapotranspiração de
referencia (ET0) foi possível estimar a evapotranspiração da cultura, multiplicando a ET0 pelo
coeficiente de cultura (Kc) considerando o valor de 0,88. A precipitação total anual do
município de Altamira está acima da demanda hídrica anual do cacaueiro, porém existe uma
forte sazonalidade em decorrência da má distribuição pluviométrica, podendo prejudicar o bom
desenvolvimento e crescimento da planta. Durante os últimos sete meses do ano, a demanda
hídrica mensal do cacaueiro na faze inicial é maior que a precipitação. Uma possível solução
para resolver essa diferença, seria com a introdução de manejos e tratos culturais com
tecnologia da irrigação para adequar essa diferença. Estudos futuros são necessários para se
verificar a viabilidade econômica da instalação de sistema de irrigação. Com isso, seria possível
potencializar a produção de cacau e assim contribuir para o desenvolvimento da agricultura
local.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.