artigos
Convibra Conference - ESTIMATIVA DOS PARÂMETROS DO MODELO VAN GENUCHTEN-MUALEM COM FUNÇÕES DE PEDOTRANSFERÊNCIA - ROSETTA
ESTIMATIVA DOS PARÂMETROS DO MODELO VAN GENUCHTEN-MUALEM COM FUNÇÕES DE PEDOTRANSFERÊNCIA - ROSETTA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Ciências do solo

Acessos neste artigo: 18


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Jessica Lima Viana , Jorge Luiz Moretti De Souza , Aline Aparecida Dos Santos , Stefanie Lais Kreutz Rosa

ABSTRACT
Teve-se por objetivo no presente estudo avaliar o desempenho das funções de pedotransferência do programa Rosetta (“Rosetta - textura”, baseado na classe textural; e “Rosetta – teores”, baseado nos teores de argila, silte e areia, e densidade do solo), incorporado ao Hydrus 1D, na determinação dos parâmetros da equação de van Genuchten-Mualem de um Latossolo Vermelho Distrófico cultivado com cana-de-açúcar, na região Noroeste do Paraná, desenvolvido no Arenito Caiuá. Foram coletadas amostras de solo nas camadas 0-0,20, 0,20-0,40 e 0,40-0,60 m e determinados: teores de argila, silte, areia, areia fina e grossa; densidade do solo (?S); e os parâmetros da curva de retenção de água no solo. Os parâmetros da curva de retenção de água no solo obtidos com as funções de pedotransferência apresentam desempenho insatisfatório (0,16 < d < 0,70 e 0,55 < R2 < 0,95) para estimativa da umidade do solo. A simplicidade das funções de pedotransferência analisadas e as especificidades do solo arenoso contribuíram para os resultados insatisfatório. Sugere-se incluir, nas funções de pedotransferência, o fracionamento dos teores de areia (grossa e fina), devido à interferência na retenção de água no solo.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.