artigos
Convibra Conference - Microencapsulação da ?-Galactosidase em Diferentes Formas Por Spray-Drying
Microencapsulação da ?-Galactosidase em Diferentes Formas Por Spray-Drying

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Biotecnologia

Temas Correlatos: Tecnologia de Alimentos;

Acessos neste artigo: 93


Certificado de publicação:
Certificado de Adrielle Aparecida Paulista Ribeiro

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Adrielle Aparecida Paulista Ribeiro , Aliou Toro Lafia , Marta Fernanda Zotarelli , Carla Zanella Guidini , Larissa Falleiros

ABSTRACT
O objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade enzimática da enzima ?-galactosidase microencapsulada em spray-dryer, a partir de ?-galactosidase em diferentes formas - livre (extrato enzimático), intracelular e comercial. A fonte da enzima comercial é de Bacillus licheniformis e as demais Kluyveromyces marxianus. Utilizou-se alginato como material de parede na microencapsulação da ?-galactosidase na sua forma livre e comercial. Este estudo teve como foco verificar o impacto causado na atividade enzimática da ?-galactosidase devido ao processo de microencapsulação em suas diferentes formas. As enzimas foram avaliadas quanto a sua atividade enzimática antes e após o processo. Realizou-se a fermentação do microrganismo Kluyveromyces marxianus para obtenção das células com atividade enzimática e o extrato enzimático clarificado (enzima livre). Para o processo de microencapsulação utilizou-se spray-dryer com bico de atomização de 1,2mm, fluxo de entrada de ar de 1,65m³·min-¹; temperatura do ar de secagem de 90°C; fluxo da solução de alimentação igual a 0,600L.h-¹; taxa de atomização 40L.min-¹ e a temperatura de saída de 60±2°C. A atividade da ?-galactosidase microencapsulada diminuiu em todos os estudos, a atividade enzimática relativa foi de 28,3; 0,36 e 0% para a enzima microencapsulada intracelular, comercial e livre, respectivamente. Conclui-se que a microencapsulação da célula é uma boa forma de manutenção da atividade enzimática de ?-galactosidase de Kluyveromyces marxianus.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Kelly Hofsetz 06-06-2022 10:32:43

O trabalho apresenta uma boa introdução e uma metodologia bem descrita, sendo bem fundamentado em uma ampla lista de Referências. Porém, achei a discussão ''tímida'', pouco explorada, o que me deixou com algumas dúvidas. No caso da enzima comercial, por exemplo, cujo processo de secagem por spray se mostrou ineficiente, poderia ter sido estudada outra condição de processo? Se sim, isso estaria previsto em trabalhos futuros ou a pesquisa se encontra em andamento? Se não, qual o motivo? Fico com as mesmas dúvidas em relação aos resultados da ?-galactosidase livre, que após o processo de secagem não apresentou atividade enzimática. Sobre os resultados da atividade enzimática da ?-galactosidase intracelular, condição que apresentou bons resultados, também poderia ter sido melhor discutida; para mim não ficou claro se os autores citados nesse parágrafo da discussão obtiveram resultados semelhantes ao trabalho aqui apresentado. Melhorando essa discussão, é possível também melhorar as conclusões do trabalho, que ficaram muito restritas aos resultados obtidos. Obrigada e Parabéns aos autores!

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.