artigos
Convibra Conference - Microencapsulação da ?-Galactosidase em Diferentes Formas Por Spray-Drying
Microencapsulação da ?-Galactosidase em Diferentes Formas Por Spray-Drying

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Biotecnologia

Temas Correlatos: Tecnologia de Alimentos;

Acessos neste artigo: 3


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Adrielle Aparecida Paulista Ribeiro , Aliou Toro Lafia , Marta Fernanda Zotarelli , Carla Zanella Guidini , Larissa Falleiros

ABSTRACT
O objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade enzimática da enzima ?-galactosidase microencapsulada em spray-dryer, a partir de ?-galactosidase em diferentes formas - livre (extrato enzimático), intracelular e comercial. A fonte da enzima comercial é de Bacillus licheniformis e as demais Kluyveromyces marxianus. Utilizou-se alginato como material de parede na microencapsulação da ?-galactosidase na sua forma livre e comercial. Este estudo teve como foco verificar o impacto causado na atividade enzimática da ?-galactosidase devido ao processo de microencapsulação em suas diferentes formas. As enzimas foram avaliadas quanto a sua atividade enzimática antes e após o processo. Realizou-se a fermentação do microrganismo Kluyveromyces marxianus para obtenção das células com atividade enzimática e o extrato enzimático clarificado (enzima livre). Para o processo de microencapsulação utilizou-se spray-dryer com bico de atomização de 1,2mm, fluxo de entrada de ar de 1,65m³·min-¹; temperatura do ar de secagem de 90°C; fluxo da solução de alimentação igual a 0,600L.h-¹; taxa de atomização 40L.min-¹ e a temperatura de saída de 60±2°C. A atividade da ?-galactosidase microencapsulada diminuiu em todos os estudos, a atividade enzimática relativa foi de 28,3; 0,36 e 0% para a enzima microencapsulada intracelular, comercial e livre, respectivamente. Conclui-se que a microencapsulação da célula é uma boa forma de manutenção da atividade enzimática de ?-galactosidase de Kluyveromyces marxianus.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.