artigos
Convibra Conference - ÍNDICES DE AGRESSIVIDADE E EROSIVIDADE DE CHUVAS APLICADOS A DADOS DE PRECIPITAÇÃO MENSAL
ÍNDICES DE AGRESSIVIDADE E EROSIVIDADE DE CHUVAS APLICADOS A DADOS DE PRECIPITAÇÃO MENSAL

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Ciências do solo

Temas Correlatos: Ciências do solo;

Acessos neste artigo: 4


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Álvaro José Back

ABSTRACT
A análise da agressividade e da erosividade das chuvas é importante para o planejamento do uso do solo e das práticas de manejo adequadas para a agricultura sustentável. Este trabalho teve como objetivo avaliar e comparar os índices de agressividade e erosividade de chuvas de Grão Pará, Santa Catarina.   Foram usados dados mensais de chuva do período de 1947 a 2020 da estação Pluviometria Rio Pequeno, Localizada em Grão Pará Santa Catarina.  Foram calculados os índices de agressividade e erosividade da chuva definidos pelo Índice de Fournier, Índice de Fournier Modificado, índice de Agressividade Total e o índice de erosividade EI30. Os resultados mostraram que o Índice de Fournier é de 29,5, classificado como Baixa agressividade, e o Índice de Fournier Modificado foi de  136,3 classificado com Alta Agressividade. O Índice de Erosividade  Total é de 1268,2 mm classificado com Baixa. O índice de erosividade EI30 é de 4858 MJ mm ha?1h?1 ano-1, classificado como Moderada. No entanto a variação anual da chuva determina valores de erosividade da chuva variando de  3.213 MJ mm ha?1h?1 ano-1 a 11.137 MJ mm ha?1h?1 ano-1. Ocorre maior agressividade e erosividade das chuvas no trimestre de janeiro a março e dessa forma deve-se reforças as práticas de  manejo do solo e controle de erosão nesta época do ano

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.