artigos
Convibra Conference - Modelagem Matemática do Processo de Secagem de Sementes de Gergelim em Camada Delgada
Modelagem Matemática do Processo de Secagem de Sementes de Gergelim em Camada Delgada

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Agricultura

Temas Correlatos: Pós-colheita de produtos Agrícolas;

Acessos neste artigo: 3


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

David Reado Setane Mufume , Geraldo Acácio Mabasso , Yardy Isac Artur Lacita Estofo Covane , Joaquim Francisco Mazunga , Elias Horácio Zavala

ABSTRACT
Gergelim é uma importante fonte de óleo alimentar de alta estabilidade e resistente a oxidação. Os seus frutos quando atingem a maturação fisiológica facilmente sofrem deiscência, acarretando perdas qualitativas e quantitativas, sendo assim importante antecipar a colheita. Através do presente trabalho objetivou-se selecionar os modelos matemáticos que melhor se ajustam a cinética de secagem de sementes de gergelim em camada delgada. As sementes colhidas com o teor de água de 27.09±0.64% em base úmida (b.u.) foram submetidas a secagem em uma estufa de ventilação forçada, nas temperaturas de 40, 50, 60 e 70 oC e umidade relativa de 24.26, 15.85, 10.02 e 5.32% respetivamente. A secagem foi realizada por meio de três bandejas com base totalmente perfurada, contendo cada 25 g de sementes até atingir o teor de água de 4.11±0.12%. Os modelos matemáticos foram analisados por meio da regressão não-linear, pelo método de Gauss Newton e complementados pelo Critério de Informação de Akaike e Critério de Informação Bayesiano (AIC e BIC). Concluiu-se que, a taxa de redução de água aumentou com a elevação da temperatura do ar de secagem e reduziu com o aumento do tempo de secagem; o modelo Dois termos apresentou melhor ajuste na temperatura de 40 oC e o modelo Aproximação da difusão ajustou-se melhor nas temperaturas de 50, 60 e 70 oC; o coeficiente de difusão efetivo variou de 1.94×10-11 à 4.15×10-11 m2 s-1 para as temperaturas de 40 à 70 oC e a energia de ativação foi de 23.26 kJ mol-1.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.