artigos
Convibra Conference - ANÁLISE DA ESCRITA DOS FORMANDOS: Caso do IFP de Quelimane 2019/2020
ANÁLISE DA ESCRITA DOS FORMANDOS: Caso do IFP de Quelimane 2019/2020

DOCUMENTAÇÃO

Tema: LÍNGUA PORTUGUESA

Temas Correlatos: PSICOLINGUÍSTICA;

Acessos neste artigo: 69


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Genito Flavio Manecas Acacio Luis

ABSTRACT
Resumo
       Este artigo tem como tema análise da escrita dos formandos caso do IFP de Quelimane, tem como objectivo, analisar a escrita dos formandos. A pesquisa surge no âmbito da inquietação pessoal diante da problemática constatada na experiência vivida, onde constantemente o pesquisador tem feito as suas rotinas de pesquisa  tenho me confrontado com  problemas de escrita apresentadas pelos futuros professores ao escreverem no quadro. Em termos metodológicos, a presente pesquisa adoptou por uma abordagem quantitativa. A abordagem quantitativa considera que tudo pode ser quantificável. Para a interpretação dos dados objectivou se analisar a escrita dos formandos do IFP de Quelimane. Para esse propósito, apresentou-se uma revisão bibliográfica, com a discussão sobre como melhorar a escrita dos formandos nos IFPs para o ensino básico. Posteriormente apresenta-se o estudo empírico realizado com 61 (sessenta e um) indivíduos sendo 54 (cinquenta e quatro) formados de ambos os sexos e com idades e 7 (sete) formadores. Como instrumento foi usado o questionário e a observação directa. Em termos de conclusões, os resultados mostraram os futuros professores devem apresentar ao escrever no quadro letras legíveis e cursivas para facilitar a aprendizagem da leitura e escrita da criança moçambicana. Os formandos também referiram-se nas suas respostas do questionário, de ser uma obrigação na formação que eles usem ao escrever no quadro uma caligrafia legível cursiva e as palavras correctamente bem escritas.
Palavras-chave: Análise, escrita, formação, letras, professor 

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.