artigos
Convibra Conference - Tempo Médio de Hospitalização de Pacientes de Manaus Que Foram a Óbito Por Covid-19 de Acordo com Fator de Risco
Tempo Médio de Hospitalização de Pacientes de Manaus Que Foram a Óbito Por Covid-19 de Acordo com Fator de Risco

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Políticas Públicas de Saúde

Temas Correlatos: Indicadores Sociais de saúde;

Acessos neste artigo: 2


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Pármenas Costa Macedo Do Nascimento , Leíse Gomes Fernandes , Erian De Almeida Santos

ABSTRACT
Introdução: Manaus vivenciou aumento no número de internações durante a pandemia da Covid-19, necessitando de estudos sobre o perfil clínico-epidemiológico dos óbitos por Covid-19 e a descrição do tempo médio de internação do paciente para medidas de planejamento de leitos disponíveis para a população. Objetivos: Descrever o perfil epidemiológico e tempo médio de hospitalização de pacientes que foram a óbito com Covid-19 durante a segunda curva epidêmica na cidade de Manaus de acordo com fator de risco. Material e métodos: Estudo epidemiológico retrospectivo e descritivo em pacientes internados com Covid-19 de 23 dezembro de 2020 a 31 de janeiro de 2021 em Manaus. Os dados foram obtidos a partir do Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe. As variáveis de interesse para o estudo foram: sexo, idade, raça/cor, fatores de risco (presença e ausência) e tempo de internação. Resultados: Foram encontrados 3.344 óbitos. Óbitos com fator de risco foram representados principalmente pelo sexo masculino (52,89%), >60 anos (64,23%) e da raça/cor parda (81,05%) e branca (11,75%). Fatores de risco predominantes: Doença Cardiovascular (23,30%) , Diabetes (9,37%) e obesidade (2,48%). Óbitos sem fator de risco foram principalmente no sexo masculino (59,07%), em >60 anos (54,67%) e  da raça/cor parda (85,76%). O tempo médio de internação de pacientes sem fator de risco: 13,6 dias; com fator de risco: 14,4 dias. A média de tempo de internação de pacientes com DCC: 12,9 dias, Diabetes 10,3 dias e obesidade 13,1 dias. Conclusão: Independente de fatores de risco,  pacientes do sexo masculino, pacientes com idade >60 anos e pardos tiveram o maior número de óbitos no período de segunda onda epidêmica. Pacientes com fator de risco ficaram internados aproximadamente 1 dia a mais que os sem fator de risco, sendo obesidade o fator de risco com maior tempo de internação. 
Palavras-chave: COVID-19; Hospitalização; Fatores de risco; Tempo de internação.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.