artigos
Convibra Conference - A importância do brincar e o instrumental IRDI
A importância do brincar e o instrumental IRDI

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Infância, juventude e clínica

Acessos neste artigo: 81


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Larissa J. R. Paula Cagnani

ABSTRACT
Este trabalho objetiva discutir a importância do brincar para a constituição subjetiva dos bebês. 
O brincar apresenta um caráter de produção e processo, através dele a criança constrói laço e organiza suas experiências subjetivas. O brincar promove acesso à intersubjetividade e caracteriza-se como um sinalizador fundamental na identificação de entraves no processo constitutivo do bebê. Dessa forma, as demandas que se apresentam para os adultos cuidadores de bebês são das mais singulares, pois, durante os cuidados com este, a mãe e os demais precisam cuidar do corpo da pequena criança para além da satisfação das necessidades, se faz necessário antecipar um sujeito e investir pulsionalmente neste bebê, através de brincadeiras amorosas. 
Atualmente, os bebês entram nas creches muito cedo e dependem de um cuidado singular exercido também nesses espaços que são extensões do ambiente materno e familiar. No entanto, pesquisas revelam que há pouco investimento dos profissionais da educação em um cuidado singularizado, que leve em conta a demanda de cada bebê e que introduza brincadeiras, atividades lúdicas e experiências prazerosas entre cuidador e bebê. Nesse sentido, a professora não é “seduzida” pelos bebês, não se deixando tomar pelo demanda desses, como um possível objeto libidinal. Esse aspecto pode ser associado à ausência do terceiro tempo do circuito da pulsão.
Dessa forma, compreendemos que o brincar está associado à constituição subjetiva e constrói caminhos para a emergência do sujeito. Por fim, destacamos a importância de o brincar ser acrescido aos Indicadores Clínicos de Referência para o Desenvolvimento infantil como um eixo específico, contribuindo para o aprimoramento do trabalho desenvolvido nas creches e para a prevenção em saúde mental. 

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Olá Larissa e Paula, gostaria de saber um pouco mais sobre o brincar como proposição de um Eixo Específico do IRDI.

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.