artigos
Convibra Conference - Relato de Experiência de Um Grupo Virtual de Saúde e Bem-Estar na Atenção Primária
Relato de Experiência de Um Grupo Virtual de Saúde e Bem-Estar na Atenção Primária

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Educação Física, Nutrição, Fisioterapia e áreas afins na Gestão, Educação e Promoção da Saúde

Temas Correlatos: Educação Física, Nutrição, Fisioterapia e áreas afins na Gestão, Educação e Promoção da Saúde;

Acessos neste artigo: 98


Certificado de publicação:
Certificado de Luiza Rosa Dos Santos

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Andressa Do Nascimento Dias , Luiza Rosa Dos Santos , Mariane De Andrade Pereira , Claudia Valéria Cardim Da Silva , Amana Lima , Alessandra Silva Dias De Oliveira

ABSTRACT
As doenças crônicas não transmissíveis no Brasil, ocupam a principal causa de óbitos na população adulta, estando associadas ao excesso de peso. A atenção primária à saúde, tem importante papel de empreender ações que visem o desenvolvimento de estratégias de educação e promoção da alimentação e estilos de vida saudáveis. O distanciamento social, decorrente da pandemia da COVID-19, trouxe para os serviços o desafio de mudar as dinâmicas do trabalho educativo em saúde e a utilizar as redes sociais como meio para trocar experiências e informações. O objetivo deste trabalho é relatar a experiência do grupo virtual “De bem comigo”, que visa promover a saúde e bem-estar dos usuários de um serviço de atenção primária do município do Rio de Janeiro. Trata-se de um relato de experiência de um projeto de extensão de educação alimentar e nutricional voltado aos usuários de uma Clínica da Família localizada no complexo da Mangueira, na cidade do Rio de Janeiro em parceria com o Internato de Nutrição em Saúde Coletiva (INSC/UERJ) por meio da rede social Whatsapp. O grupo foi criado em junho de 2021 com 32 mulheres, usuárias da Academia Carioca. As postagens abordavam temas sobre saúde, alimentação saudável e troca de receita através de folders, vídeos, podcasts e textos explicativos, mantendo um espaço de acolhimento e esclarecimento de dúvidas. Ao longo do tempo foi observada uma baixa interação das participantes e grande demanda por “receitas” de emagrecimento e prescrição de dietas. Observou-se ainda uma queixa recorrente de ansiedade, diagnósticos de depressão, e relatos de outras comorbidades. Métodos para melhorar a interação, escuta e aproximação com as participantes tem sido estudados e implementados com sucesso até a possibilidade do retorno e atuação presencial.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Arthur Victor Campos Silva 25-10-2021 21:21:17

Achei muito interessante essa inquietação e temática.

Foto do Usuário Ana Kaiane Almeida De Souza 27-10-2021 16:47:04

O tema é interessante e atual, pois na pandemia as redes sociais foram muito utilizadas como estratégia para educação em nutrição. A abordagem que foi feita é interessante, porém devemos lembrar que para cada faixa etária existem abordagens diferentes, podendo ser um dos motivos pelo qual houve diminuição de interação e alta demanda de receitas para emagrecimento. É importante abordar com as participantes como ocorre o processo de emagrecimento, pois existe uma crescente no número de pessoas que querem a todo custo emagrecer, sendo muitas vezes de maneira pouco saudável. Ademais, desejo boa sorte nas novas abordagens com as participantes.

Relatar a experiência do estudo visando a educação em saúde, ressalta a relevância do tema. Visto que, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) as doenças crônicas não transmissíveis são uns dos maiores problemas de saúde pública no mundo. Em relação ao meio de comunicação utilizado foi de ótima escolha pela atual situação sanitária do país.

Foto do Usuário Jeilson De Oliveira Moisés 10-11-2021 09:38:33

Trabalho interessante de se discutir. Parabéns pela sua elaboração.

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.