artigos
Convibra Conference - A Assistência À Saúde da Pessoa Gorda: do Direito Ao Cuidado
A Assistência À Saúde da Pessoa Gorda: do Direito Ao Cuidado

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Educação Física, Nutrição, Fisioterapia e áreas afins na Gestão, Educação e Promoção da Saúde

Temas Correlatos: Educação Física, Nutrição, Fisioterapia e áreas afins na Gestão, Educação e Promoção da Saúde;

Acessos neste artigo: 78


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Claudia Valéria Cardim Da Silva , Ana Clara Silva Nogueira , Evelyne Florido Lobato Cavalcante , Julliana Ayres , Livia Cardoso Gomes Rosa , Jorginete De Jesus Damião

ABSTRACT
O ativismo gordo digital vem crescendo no Brasil nos últimos anos, reunindo milhões de seguidores em diferentes plataformas como forma de enfrentamento da gordofobia e suas manifestações, que incluem as estruturas do cuidado à saúde. O objetivo do estudo é analisar os discursos de canais do ativismo digital contra a gordofobia, tomando como foco a percepção sobre temas relacionados ao cuidado em saúde. Trata-se de estudo qualitativo, realizado através da análise temática no ambiente digital através da plataforma YouTube, realizado por meio do canal “Bernardo Fala”, importante representante dessa forma de ativismo no Brasil. As narrativas denotam, de maneira geral, abordagens autoritárias, de culpabilização e de intervenção sobre os corpos gordos que podem interferir na atuação dos profissionais de saúde, assim como na oferta de cuidado. Conclui-se que é preciso uma prática de construção entre os profissionais de saúde e cada indivíduo em sua singularidade, visando um caminho de cuidado responsivo que se inicia com o acolhimento integral do indivíduo, considerando a complexidade que envolve a obesidade.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Paola Karolyne Jandrey 22-10-2021 08:27:12

Esse artigo é um artigo muito essencial de ser lido entre as pessoas da saúde. Os ditos fiscais de peso utilizam as narrativas de saúde para culpabilizar e instituir padrões para o corpo das pessoas, forçando inclusive tratamentos, como aborda o artigo. A ciência necessita de mais estudos e visibilidade para a questão da obesidade não somente como uma doença, mas estudos que evidenciem que uma pessoa gorda pode ser saudável fisicamente e mentalmente, e ao contrário, o quanto a atuação e a interferência de outras pessoas levam ao adoecimento físico e mental de obesos. Parabéns.

Parabéns pelo ótimo trabalho. O tema obesidade é de prioridade global, portanto, todo trabalho direcionado nesta perspectiva torna-se fundamental. O profissional da saúde precisa ser melhor informado/orientado pois pode causar mais dano do que benefício no tratamento. Sugestão: os pesquisadores poderiam propor treinamento ou algum projeto direcionado aos profissionais de saúde, visando minimizar esta problemática.

Foto do Usuário Mariane De Andrade Pereira 25-10-2021 13:30:46

A pouca escuta é uma triste realidade da medicina e nutrição e a hiperresponsabilização do indivíduo é uma característica marcante do neoliberalismo, como nos mostra o filósofo Byung-Chul Han. Isso nos evidencia como as disciplinas sociais são fundamentais para estes cursos, para que sejam feitas reflexões sobre estas temáticas e o acolhimento a estes pacientes possa ser realizado da melhor forma possível. Saúde está muito para além do peso e esse debate é extremamente necessário.

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.