artigos
Convibra Conference - PERCEPÇÃO DE CIDADANIA FINANCEIRA: UM ESTUDO EM UNIVERSITÁRIOS BRASILEIROS E IMIGRANTES
PERCEPÇÃO DE CIDADANIA FINANCEIRA: UM ESTUDO EM UNIVERSITÁRIOS BRASILEIROS E IMIGRANTES

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Administração Pública

Temas Correlatos: Administração Pública;

Acessos neste artigo: 140


Certificado de participação:
Certificado de Jacson Hordy Tischer

Certificado de publicação:
Certificado de Jacson Hordy Tischer

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Jacson Hordy Tischer , Marilena Cordeiro Gomes , Safiato Injai , Kelmara Mendes Vieira , Leander Luiz Klein , Mayara De Carvalho Puhle

ABSTRACT
Este estudo tem por objetivo avaliar a percepção de cidadania financeira dos universitários imigrantes e compará-la com a dos brasileiros natos. O trabalho inova em vários aspectos. Primeiro por buscar identificar a percepção do imigrante universitário perante o sistema financeiro de um outro país. Segundo por buscar informações sobre o conhecimento e o gerenciamento das finanças pessoais de cidadãos universitários de outra cultura social e política. E ainda, por realizar uma análise comparativa da visão de Cidadania Financeira desses imigrantes com os nativos brasileiros. Partiu-se de uma observação direta extensiva, que se utiliza da coleta de dados quantitativos por meio de questionários, com escalas de medidas as quais trazem informações sobre as opiniões e as atitudes  de 109 universitários, onde 53 são brasileiros e 56 são imigrantes. Foram identificadas diferenças médias significativas em relação as percepções de atitudes, comportamentos e segurança financeira entre os universitários brasileiros e imigrantes. Muitos imigrantes e refugiados encontram-se em situação de vulnerabilidade financeira e acabam ainda encontrando dificuldades na abertura de contas e compreensão da moeda e das particularidades do sistema financeiro brasileiro. Quando estas dificuldades são apresentadas no início da carreira acadêmica podem se transformar em algo mais limitador. Pois a preocupação com o futuro, atitudes e comportamentos perante as incertezas de estar em um país diferente, com responsabilidades que na maioria das vezes não teria se estivesse próximo da família, também fazem parte da urgência de se estar incluído no sistema financeiro. Portanto são necessárias análises das condições destes cidadãos, para que sejam desenvolvidas políticas públicas que considerem as características destes grupos, levando em consideração as barreiras culturais e linguísticas.  

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Juliane Thibes Kreisig 28-09-2021 21:22:21

Trabalho muito interessante, parabéns aos autores pela escolha da temática. Gostaria apenas de saber quais os critérios utilizados para chegar na amostra do estudo? Critério de escolha das Universidades para as quais enviaram o instrumento, etc.?

Foto do Usuário Taiane Keila Matheis 29-11-2021 21:38:54

Parabéns pelo desenvolvimento da pesquisa, é salutar a pesquisa sobre a vida financeira e econômica dos imigrantes e a comparação com a dos brasileiros. O Brasil é um dos países que mais recebem imigrantes e refugiados, acredito que pós-pandemia este estudo poderá ser ampliado com nova amostra.

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.