artigos
Convibra Conference - Avaliação de Desenvolvimento e Maturidade dos Microempreendedores Individuais de Engenheiro Paulo de Frontin, no Uso da Tecnologia Como Aliado Ao Negócio em Meio Ao Período de Pandemia Covid-19
Avaliação de Desenvolvimento e Maturidade dos Microempreendedores Individuais de Engenheiro Paulo de Frontin, no Uso da Tecnologia Como Aliado Ao Negócio em Meio Ao Período de Pandemia Covid-19

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Empreendedorismo e inovação

Temas Correlatos: Administração Pública;

Acessos neste artigo: 86


Certificado de publicação:
Certificado de Alexandre Boechat De Moura Carvalho

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Heber Severiano Junior , Alexandre Boechat De Moura Carvalho , Ariane Antunes Da Silva Figueredo , Ricardo Esteves Kneipp , Sandro Feu De Souza , Daniel Clarismundo Borges

ABSTRACT
O microempreendedor individual está na contramão da tendência de queda. Com a lei complementar nº 128/2008, o microempreendedor individual ganhou notoriedade. Dentro deste contexto, a Serasa Experian desenvolveu um levantamento para entender o impacto da pandemia de covid-19 nos microempreendedores individuais; com base neste levantamento foi detectado que 2020 trouxe crescimento em vez de queda, totalizando uma abertura de 64 mil novos negócios se comparados a 2019. (SERASA EXPERIAN, 2021) 
Conforme a Agência Brasil (2021), dados do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) mostram que em 2020 foram abertas 626.883 micro e pequenas empresas em todo o território nacional, nos diversos tipos de atividade econômica existentes no país. Conforme dados do Ministério da Economia (GOVERNO DO BRASIL, 2021), ocorreram o registro de, aproximadamente, 2.660.000 somente como Microempreendedor Individual (MEI) em todo o Brasil e representam 56,7% das empresas em atividade no país.  Em cima deste cenário, ficou entendido que o uso de tecnologia está não somente para apoiar o negócio, mas como parceira para desenvolvimento interno dos processos e emulsionamento para agregar novos cliente e oportunidades. 

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Eduardo Amadeu Dutra Moresi 28-10-2021 12:35:22

O cenário da pandemia impactou a economia pela perda de empregos. Contudo, a crise obrigou aquelas pessoas, que perderam seus empregos, a buscarem outras atividades para obtenção de renda. Em tempos de empregos limitados, o empreendedorismo indica oportunidades não percebidas anteriormente. O crescimento do MEI surgiu como oportunidade para explorar novas atividades econômicas. Parabéns pelo trabalho!

Pode-se dizer que as ferramentas digitais trouxeram inúmeros benefícios essenciais para os MEIs, principalmente em marketing. Em outras palavras, essas ferramentas são essenciais para melhorar o trabalho do MEI, especialmente se o empreendedor individual deseja ser um MEI de sucesso. Quais as recomendações dos autores sobre as boas práticas de uso das ferramentas digitais para os microempreendedores?/

Foto do Usuário Wilson Chagas Gouveia 30-11-2021 14:33:01

Heber parabéns a você e a sua equipe pela pesquisa. Heber considerando um cenário otimista onde em curto período de tempo a COVID nos permita voltar ao relacionamento social pleno no dia a dia, vocês acreditam que a digitalização das organizações de menor porte veio realmente para ficar, ou existirá uma tendência maior para a volta ao atendimento físico (off-line) do mercado consumidor?

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.