artigos
Convibra Conference - APRENDIZAGEM TERAPÊUTICA DE CRIANÇAS COM AUTISMO
APRENDIZAGEM TERAPÊUTICA DE CRIANÇAS COM AUTISMO

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Educação especial e educação inclusiva

Temas Correlatos: Formação e trabalho de profissionais da infância;

Acessos neste artigo: 186


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Lidiane Ingrid Horta , Cristina Keiko Inafuku De Merletti

ABSTRACT
Resumo
O presente trabalho foi desenvolvido durante o programa de estágio formativo no Lugar de Vida – Centro de Educação Terapêutica, a partir do acompanhamento escolar e do atendimento clínico de um caso de criança com autismo. Foram utilizados norteadores psicanalíticos de leitura sobre a constituição psíquica da criança, assim como observações sobre sua escolarização. Diante de impasses na aprendizagem da criança, construiu-se um projeto terapêutico-educacional visando auxiliar e investigar como um sujeito autista aprende e, em quê medida tais observações, advindas das intervenções institucionais propostas, poderão colaborar com o processo de inclusão escolar de alunos com autismo. Por meio do caso estudado ressaltam-se algumas considerações a respeito dos pressupostos da aprendizagem terapêutica e do tratamento do aluno-sujeito, que poderão subsidiar práticas educacionais inclusivas, não somente para o aluno com autismo, mas para a consideração de todas as crianças em sua heterogeneidade. Parte-se do pressuposto que o aprendizado não se reduz a uma conquista cognitiva, mas refere-se a uma conquista constitutiva, quando a criança está enlaçada pelo desejo de aprender, implicada no próprio processo da aprendizagem, e não somente por um resultado pedagogicamente esperado. O estudo apontará que toda criança pode aprender e que aprender produz subjetivação, inclusive para o aluno com autismo.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Marlon Cortes 26-10-2021 00:39:33

O qué é “desejo de aprender” quando falamos de estudantes autistas? Desejo? O qué é desejo nos sujeitos autistas?

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.