artigos
Convibra Conference - GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS: MAPEAMENTO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA DOS ÚLTIMOS CINCO ANOS NO BRASIL E PRINCIPAIS TENDÊNCIAS.
GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS: MAPEAMENTO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA DOS ÚLTIMOS CINCO ANOS NO BRASIL E PRINCIPAIS TENDÊNCIAS.

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Gestão estratégica

Temas Correlatos: Gestão estratégica;

Acessos neste artigo: 144


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Laura Pertile , César Panisson

ABSTRACT
A concepção da estratégia organizacional é fator importante para as organizações, principalmente pelo fator da competitividade. Administrar e gerir pessoas passou, cada vez mais, a ser entendido como uma gestão estratégica. As pessoas passaram a ser parte de respostas às pesquisas sobre organizações no transcorrer dos anos abrangendo diversos temas e olhares. O objetivo deste estudo é um estudo bibliométrico que revelará o atual estado da arte sobre o assunto e permitirá traçar uma linha sobre as tendências no estudo sobre gestão estratégica de pessoas nos últimos cinco anos que foram escolhidos em decorrência da alta volatilidade das organizações, pesquisas acadêmicas e acontecimentos globais. Nesse sentido, realizou-se um mapeamento da produção científica nacional sobre gestão estratégica de pessoas, através de uma análise bibliométrica de artigos publicados no período de 2016 a 2021 na base de dados Scielo. As pesquisas analisadas demonstram a dinamicidade do tema, tendo em vista que os pesquisadores focaram assuntos diferentes nos períodos analisados; assim, as possibilidades de pesquisa crescem na medida em que novas e diferentes práticas são propostas.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Monique Ferreira Cavalcante 26-10-2021 21:48:34

Uma pesquisa bibliométrica é sempre válida e fundamenta discussões mais profundas sobre a temática escolhida. Fiquei na dúvida do que seria a coluna de quantidade utilizada. Não ficou claro para mim isso e o porquê da não utilização ou quais artigos são esses.

Foto do Usuário Luis Fernando Moreira 27-10-2021 09:22:04

Parabéns. Gostaria de saber qual as leis cientométricas ou bibibliométricas que foi usado no trabalho? Qual a contribuição prática e teórica para área?

Foto do Usuário Américo Da Costa Ramos Filho 27-10-2021 17:23:30

O artigo suscita reflexões importantes. Concordo de que poderiam ter sido relacionados os artigos, conforme a observação da Monique Cavalcante. Sugiro na apresentação reforçar a atuação dos atores ''profissionais de RH'', ''gestores da área de RH'' e ''gestores de pessoas'', e suas relações na busca e alcance de uma maior eficácia na gestão estratégica de pessoas.

Foto do Usuário Júlio Cesar Silva 28-10-2021 20:10:02

Prezados, parabéns pelo trabalho! Trata-se de um tema relevante e que merece destaque, principalmente em um mercado cada vez mais competitivo e globalizado, o qual exige elaboração de estratégias competitivas por parte das instituições, bem como valorização do capital humano, o qual, em grande parte, representa o diferencial das empresas. Deixo minhas contribuições para o aperfeiçoamento do trabalho: Síntese dos pontos fortes: tema relevante e atual, com contribuições importantes para a área. A escolha pela análise bibliométrica possibilita identificar as tendências de conhecimento no tema investigado. Síntese dos pontos fracos: sugiro uma revisão ortográfica e gramatical do texto, pois, em alguns trechos, a não observância, por exemplo, às regras de pontuação, prejudicam o entendimento. Alguns parágrafos apresentam-se confusos, como, por exemplo, o primeiro parágrafo da página 06. Outro exemplo: no terceiro parágrafo da página 07, da seção metodologia, é informado que os dados foram coletados em uma única base de dados, em seguida, no mesmo parágrafo, fala-se em análises em bases de dados. Isso gera confusão no leitor. Outro ponto que merece atenção é o fato de que foi mencionado que o trabalho iria revelar o estado da arte acerca do tema. Ao considerar o recorte temporal (2016-2021) e o número de artigos analisados (17), não é possível afirmar que os resultados refletem o estado da arte sobre o tema, visto o curto período de tempo e o pequeno quantitativo de artigos analisados. Outro ponto a ser revisto refere-se ao gráfico 03, coleta de dados utilizados. Os dados apresentados no gráfico não se referem apenas a instrumentos de coleta, mas também à classificação dos estudos quanto aos objetivos e procedimentos. Sugiro substituir esse gráfico por outro que mostre os métodos de pesquisa utilizados nos estudos sobre o tema (survey, estudo de caso, documental, de campo etc.) ou, então, os tipos de pesquisas utilizados (teórico-empírico, teórico, empírico). Por fim, recomendo a revisão das referências, tendo por base a NBR 6023. Espero contribuir com o aperfeiçoamento do trabalho e vê-lo em breve publicado em uma revista! Atenciosamente, Júlio Cesar

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.