artigos
Convibra Conference - A psicanálise vai à escola: diálogos e impasses de professores dos anos finais do Ensino Fundamental de uma escola pública em Guarulhos
A psicanálise vai à escola: diálogos e impasses de professores dos anos finais do Ensino Fundamental de uma escola pública em Guarulhos

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Mal-estar contemporâneo e impasses na educação

Temas Correlatos: Formação e trabalho de profissionais da infância;

Acessos neste artigo: 33


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Lígia Pinheiro Paganini

ABSTRACT
Considerando a escola como um espaço coletivo onde os principais sujeitos são os docentes e os estudantes, apresentamos uma pesquisa de dissertação de mestrado que buscou investigar os impasses de professores no exercício de sua docência nos anos finais do Ensino Fundamental. Ancoramo-nos na metodologia de estudo de caso, baseados em uma investigação qualitativa da realidade, possibilitando o levantamento de questões e propostas. Para isso, realizamos um trabalho de pesquisa de campo em uma escola estadual na periferia de Guarulhos com a participação em encontros de ATPCs (Aulas de Trabalho Pedagógico Coletivo) ao longo do segundo semestre de 2019. Analisamos as narrativas e falas da equipe docente e do coordenador pedagógico a respeito das situações de impasses surgidas com os alunos, pensando também em um possível trabalho de intervenção realizado nestas reuniões. O referencial teórico baseou-se na interface entre a psicanálise e a educação, especialmente em pesquisadores que trabalharam com dispositivos grupais com professores. Além disso, acrescentamos à discussão elementos relacionados ao histórico dos anos finais do Ensino Fundamental que passou por diversas modificações ao longo do tempo. Também retratamos o processo de formação do professor especialista, da graduação à formação continuada, levantando questões relacionadas à identidade desse professor e seu lugar dentro da escola e diante de seus alunos. Considerando a localização onde a pesquisa de campo foi realizada, compomos a parte teórica com aspectos sociogeográficos sobre Guarulhos, com o intuito de trazer um panorama da periferia desassistida, visto que suas circunstâncias eram recorrentes no discurso dos professores. Ao final, propomos algumas considerações acerca do desenvolvimento de um trabalho de cunho psicanalítico dentro de um espaço escolar pertencente à periferia, especialmente diante das particularidades do ofício dos professores especialistas nos anos finais do Ensino Fundamental.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.