artigos
Convibra Conference - IDOSOS COM ALTERAÇÕES COGNITIVAS APÓS INTERNAMENTO POR COVID-19 E AS INTERVENÇÕES DE ENFERMAGEM
IDOSOS COM ALTERAÇÕES COGNITIVAS APÓS INTERNAMENTO POR COVID-19 E AS INTERVENÇÕES DE ENFERMAGEM

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Saúde do Adulto e Idoso

Acessos neste artigo: 82


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Simone Santos Souza , Andreia Silva Rodrigues , Mariane Teixeira Dantas Farias , Paulo De Tássio Costa De Abreu , Renata Cruz Da Silva , Camila Ketilly Dos Santos Santana , Emily Oliveira Damasceno , Erica Souza Dos Santos

ABSTRACT
Este trabalho possui como objetivo descrever as alterações cognitivas após a infecção por Covid-19 em idosos e as intervenções de enfermagem. Trata-se de uma revisão integrativa de literatura, com caráter exploratório e descritivo. Formulou-se a questão de revisão adotando a estratégia PICO: identificação das intervenções de transição aos idosos com déficits cognitivos decorrentes da infecção pelo Covid-19. Como banco de dados tem-se a Public Medline e a Biblioteca Virtual em Saúde. Foram elegidos os seguintes critérios de inclusão: artigos disponíveis na íntegra, em português ou inglês, publicados em 2020 e 2021 e que tivesse relação com o tema em estudo. Inicialmente foram identificados 31 artigos. Após a triagem dos títulos, dos resumos e, em seguida, a avaliação detalhada dos textos na íntegra, 7 artigos foram incluídos nesta revisão. Todos os artigos foram originais, publicados em inglês e realizados principalmente por médicos e enfermeiros.  Dessa amostra, 6 artigos abordavam as alterações cognitivas em idosos após a infecção pelo Covid-19 e afirmavam que pacientes idosos com deficiências funcionais apresentavam déficits cognitivos importantes após a terapia ventilatória. Sendo assim, os estudos analisados revelaram que os idosos internados devido a infecção pelo Covid-19 podem apresentar alterações cognitivas e é extremamente necessário que os profissionais de saúde sejam responsáveis pela continuidade do cuidado. Os resultados ainda reforçam a necessidade de novas pesquisas sobre a temática, principalmente por pesquisadores brasileiros, a fim de estabelecer diretrizes para orientar o planejamento e direcionamento dos cuidados de transição.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Lívia Cunha Dos Santos Ferreira 25-10-2021 14:15:52

Esse trabalho é de suma importância tanto para a população, quanto para os profissionais de saúde que enfrentaram o atendimento à pessoas com o vírus, inicialmente sem muitas informações sobre a doença. Diante disso deixo aqui uma dúvida: Quais estratégias os profissionais de enfermagem podem adotar no cuidado com pacientes com alterações cognitivas após internamento por Covid-19 e quais orientações podem ser passadas para a família que possam auxiliar no trato com essas pessoas?

Foto do Usuário Thaysa Fontoura Do Amaral 27-10-2021 13:47:55

Diante do cenário pandêmico o trabalho é de grande relevância. Compreender as principais disfunções em decorrência da COVID-19 e saber como intervir diante da mesma é um diferencial no manejo de pacientes idosos, que foram os mais acometidos pela doença, para que haja possibilidade de proporcionar maior qualidade de vida.

Trabalho interessantíssimo e muito bem produzido. Senti falta de uma estrutura para melhor entendimento dos processos metodológicos da revisão de literatura. Curiosamente, me veio a questão sobre o que poderia ter influenciado as alterações cognitivas em idosos, fora o acometimento do covid-19.

Foto do Usuário José David Suárez Plazas 31-10-2021 19:44:41

Interesante el estudio, siempre se tiene en cuenta que en los adultos mayores son mas sensibles a padecer de virus o bacterias, en este caso con el virus COVID-19 ataco fuertemente a la población mayor, seguir adelante con el estudio.

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.