artigos
Convibra Conference - Telemedicina: Impacto na Relação Médico-Paciente no Que Tange À Fisiopatologia, À Humanização e À Ética
Telemedicina: Impacto na Relação Médico-Paciente no Que Tange À Fisiopatologia, À Humanização e À Ética
AUTORIA

Lucca Laperrière De Moura Neves , Arthur Del Franco Martins , Cicília Silva De Avelar , Gabriela Assis Melo , Julia Mascarenhas Correa , Julia Felix Maia Silva , Bárbara Madureira Silveira , Kamila Natália Ferreira Santos , Maria Eduarda Dos Santos Alves , Maria Eduarda Garzedin Abo-Ganem Costa , Juliana Veiga Costa Rabelo

ABSTRACT
RESUMO
A Medicina, enquanto profissão de saúde, é uma ciência em constante desenvolvimento que tem o papel de tratar o ser humano em seus aspectos físicos, mentais e sociais. Nesse contexto, a telemedicina é uma via de facilitação desse acesso. Telemedicina é a modalidade de atendimento médico em que se usam tecnologias de informação e de comunicação para se promover o atendimento à distância. A fim de se repassar seu impacto na relação médico-paciente, realizou-se revisão de literatura sobre o tema. A telemedicina, então, mostrou-se promissora no aumento de cobertura da promoção à saúde, uma vez que viabiliza o atendimento fisiopatológico remoto, ainda que limitado, e a acolhida humana de uma conversa, mais que entre médico e paciente, mas entre seres humanos. Questões éticas ainda circundam a prática. Por essa modalidade de atendimento ser considerada inovadora, são geradas discussões bioéticas assistidas pela Associação Médica Mundial, que preza manter a autonomia, não-maleficência, beneficência e justiça na prática da telemedicina, princípios esses que regem a ética inerente da profissão. Portanto, enquanto exercício ético autorizado expressamente ou não proibido, a telemedicina deve ser incentivada como via paralela à Medicina tradicional. 
Descritores: Telemedicina; Relação Médico-Paciente; Humanização da Assistência 

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

O tema é atual e relevante. O contexto da pandemia trouxe a telemedicina como uma estratégia viável para o atendimento, sem prejudicar a relação médico paciente. A questão ética ainda deve ser mais discutida, buscando um amadurecimento desta prática que deverá permanecer na pós pandemia. Parabéns a todos pelo ótimo trabalho! Pergunto: Vocês acreditam que a telemedicina vai diminuir pós pandemia?

Temática super relevante para o momento. Certamente a Telemedicina tem maximizado o tempo do profissional e encurto as distâncias entre médico x paciente. Nesse ano que vivemos, tivemos acesso a profissionais por meio da Telemedicina que antes não tinhamos. Mas, realmente a questão jurídica ainda não está clara, nem tão pouco difundido a forma legal de atender por meio dessa estratégia. Pergunto, como fica os desdobramentos clínicos de sinais e sintomas do paciente no momento da consulta?

Tema muito atual, gostei da abordagem, parabéns aos autores!

Foto do Usuário Fátima Ferreira Roquete 10-11-2021 23:04:29

Artigo bem redigido, apresentando resultados importantes em área de destacada relevância. Parabéns!

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.