artigos
Convibra Conference - Perfil Epidemiológico dos Casos de Sífilis em Gestantes no Espirito Santo de 2010 a 2019
Perfil Epidemiológico dos Casos de Sífilis em Gestantes no Espirito Santo de 2010 a 2019

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Saúde da Mulher

Temas Correlatos: Saúde da Mulher;

Acessos neste artigo: 102


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Ana Paula De Araújo Machado , Thais Nunes Resende , Larissa Chagas Suhett , Carla Souza Menezes , Jenniffer Thalita Barcelos , Luiz Vinicius De Alcantara Sousa , Italla Maria Pinheiro Bezerra , José Lucas Souza Ramos

ABSTRACT
O estudo tem como objetivo analisar o perfil epidemiológico de gestantes portadoras de sífilis no Estado do Espirito Santo entre os anos de 2010 e 2019. Trata-se de estudo ecológico descritivo, com base em dados de natureza secundaria, de abordagem qualitativa.  Os resultados evidenciaram um aumento no total de casos de gestantes com sífilis no Espirito Santo entre os anos do estudo, sendo estas mulheres com idade entre 20 e 29 anos, de raça/cor parda, com escolaridade de quinta a oitava série, detecção ainda no primeiro trimestre e com a doença na fase latente. Conclui-se, através do estudo que as questões sociais estão diretamente relacionadas aos casos de sífilis, revelando que mulheres com maior risco de vulnerabilidade social estão mais susceptíveis ao diagnóstico da doença devido à falta de conhecimento. Além disso, o estudo revela a importância de desenvolver estratégias e ações de educação e prevenção da saúde.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Luciana Magnoni Reberte Gouveia 06-11-2021 23:02:37

Artigo relevante que apresenta dados de aumento do número de casos de sífilis entre mulheres com maior risco de vulnerabilidade social, alertando para dificuldades nos serviços de saúde na atenção à saúde destas mulheres no Estado do Espírito Santo.

Foto do Usuário Felipe Dos Santos Ramiro Da Silva 08-11-2021 21:06:23

Que temática surpreendente! Infelizmente ainda enfrentamos um grande ''tabu'' ao se tratar das IST'S, demonstrando a importância de pesquisas como a de vocês. Parabéns pelo trabalho.

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.