artigos
Convibra Conference - Vivência da Tutoria em Curso de Formação Para Profissionais de Saúde na Temática da Obesidade
Vivência da Tutoria em Curso de Formação Para Profissionais de Saúde na Temática da Obesidade

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Educação, formação e treinamento em saúde

Temas Correlatos: Educação Física, Nutrição, Fisioterapia e áreas afins na Gestão, Educação e Promoção da Saúde;

Acessos neste artigo: 90


Certificado de publicação:
Certificado de Evelyne Florido Lobato Cavalcante

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Evelyne Florido Lobato Cavalcante , Livia Cardoso Gomes Rosa , Roberta De Lemos Santos , Doralice Batista Das Neves Ramos , Vivian Costa Resende Cunha , Vanessa De Fatima Castro Ramos , Luciana Azevedo Maldonado , Luciana Maria Cerqueira Castro

ABSTRACT
Este estudo descritivo e qualitativo pretende narrar a experiência do processo de tutoria do curso de aperfeiçoamento para profissionais da atenção primária à saúde, denominado “Cuidado da obesidade no território: reflexão e ação”, por meio de um  relato de experiência. O curso foi desenvolvido entre outubro de 2019 e abril de 2021 e a atividade de tutoria ocorreu entre os meses de novembro de 2020 e abril de 2021, a fim de estimular a adesão ao curso e apoiar a construção do plano de ação, atividade final não obrigatória. Como a tutoria ocorreu no final do curso, quatro das cinco tutoras tinham envolvimento prévio em alguma etapa do curso de formação. A tutoria se caracterizou por um processo de interação e mediação com os participantes, por meio do estímulo, trocas e apoio para a construção das atividades propostas. Com a implementação da tutoria houve aumento em 10% de participantes que concluíram o módulo 1 (n=187) e 45,4% (n=85) destes finalizaram o curso e se envolveram com a realização do plano de ação no seu território, apesar de não ter sido uma atividade obrigatória. Dentre as limitações identificadas estão a dificuldade dos participantes em lidar com os avanços tecnológicos da atualidade e interagirem no ambiente virtual de aprendizagem, o distanciamento promovido por essa modalidade, que dificulta os encontros, trocas e afetos, dificuldade de acompanhamento das atividades do curso devido ao contexto da pandemia de Covid-19 e sobrecarga de trabalho. Mesmo que algumas limitações para a adesão ao curso não pudessem ser superadas no momento de entrada da tutoria, esta se mostrou bastante relevante para facilitar a conclusão do curso e estimular a reflexão das ações e estratégias municipais, visando priorizar o cuidado às pessoas com obesidade.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Claudia Valéria Cardim Da Silva 20-10-2021 10:23:00

O trabalho apresentado traz um importante debate e contribuição na perspectiva da qualificação do cuidado à obesidade e seus desafios na qualificação dos profissionais de saúde. Nesse sentido, a partir das dificuldades apresentadas em relação à adesão dos profissionais ao modelo de EAD, o quanto pode-se atribuir às demandas da pandemia e o quanto pode-se ser atribuído às dificuldades em lidar com o tema em si na dinâmica rotineira dos cuidados em saúde nos serviços, cujo foco e metas estão mais voltados às co-morbidades crônicas e indicadores e metas parametrizadas que esvaziam o cuidado humanizado e responsivo da obesidade, resultante ainda de certa invibilização e secundarização do problema?

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.