artigos
Convibra Conference - Estudo Acerca da Execução Orçamentária Referente ao Repasse da União para Secretaria de Saúde do Município de Rondon do Pará Entre o Período de 2014 a 2017
Estudo Acerca da Execução Orçamentária Referente ao Repasse da União para Secretaria de Saúde do Município de Rondon do Pará Entre o Período de 2014 a 2017

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Administração Pública

Temas Correlatos: Contabilidade;

Acessos neste artigo: 144


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

David Nogueira Silva Marzzoni , Maxwell Átila Matos Castro , Antonio Wairan Da Silva Ferreira , Elisabeth De Oliveira Vendramn , Laize Almeida De Oliveira

ABSTRACT
O objetivo deste trabalho é realizar uma análise no repasse da União para a Secretaria de Saúde do Município de Rondon do Pará, situado no Estado do Pará, comparando o planejamento e a execução das ações dentro do orçamento público entre o período de 2014 a 2017 com a proposta de levantar as matérias orçamentárias, previstas nas legislações, que tratam sobre o Fundo Nacional de Saúde. Para isso, foi realizado uma pesquisa de carácter bibliográfico e documental, após procedeu-se um estudo de caso na Secretaria de Saúde, a fim de verificar, por meio da coleta de dados secundário, como ocorreu a execução orçamentária. Com base nos resultados apresentados é possível notar que o Planejamento Plurianual (PPA) não está de integralmente em conformidade com a execução do Fundo Nacional de Saúde, necessitando alinhar o planejamento de acordo com o repasse do Governo Federal. Ressalta-se a necessidade de uma maior conscientização e preocupação dos gestores públicos a fim de proporcionar melhorias nos futuros planejamentos orçamentários.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Isabella Fonseca Moreira 26-10-2021 18:35:11

Excelente trabalho, com tema e escrita bastante atraentes. Em relação a contabilidade, é fato que é peça chave na elaboração dos orçamentos, haja vista que deve ser feita com bastante cautela, por ser algo que vai orientar a execução nos próximos anos. Os equívocos em relação ao orçamento marcados no artigo se referem a uma previsão, creio que em outros casos falte um pouco de autonomia aos contadores para a elaboração dos orçamentos, ao mesmo tempo em que faltam também a alguns chefes do executivo, um pouco mais de entendimento sobre o assunto, para que haja uma concordância entre ambas as partes, e para que assim, possam ser feitos de maneira eficiente, e prover de bons resultados. Além do mais é importante que sejam cumpridos todos os fundamentos referentes a sua elaboração, tais como publicidade, eficiência, equilíbrio... Que auxiliam a confecção dos orçamentos de maneira assertiva. Além das características apresentadas, vale ressaltar que a duração do PPA (plano plurianual), não é coincidente com o mandato do chefe do executivo, se fazendo cumprir de seu segundo ano, até o primeiro do próximo mandato, e a partir dele, serão realizadas ações. Fica a dúvida em relação aos valores dos repasses do Fundo Municipal de Saúde, visto que estão sendo comparados ao longo dos anos, esses valores estão deflacionados, para uma possível analise sem a influência da inflação? No mais, parabéns!

Foto do Usuário Thalia Ellen Souza Gomes 30-11-2021 10:23:47

Trabalho bem estruturado, bem sistematizado e com aprofundamento na discussão. Parabéns!

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.