artigos
Convibra Conference - RECONFIGURAÇÃO DAS DINÂMICAS ASSISTENCIAIS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: AÇÕES DE GESTÃO DE RISCO DE DESASTRES NO CONTEXTO DA COVID-19
RECONFIGURAÇÃO DAS DINÂMICAS ASSISTENCIAIS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: AÇÕES DE GESTÃO DE RISCO DE DESASTRES NO CONTEXTO DA COVID-19

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Inovações em Gestão da Saúde

Temas Correlatos: Modelo de Atenção Básica em Saúde;

Acessos neste artigo: 25


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Thais Da Silva Kneodler , Alexandre Barbosa De Oliveira

ABSTRACT
Introdução: a crise advinda do avanço de casos de COVID-19 demandou ações de gestão de
risco voltadas ao setor saúde, o que envolveu estratégias de adaptação e revisão de modelos
assistenciais de unidades básicas de saúde do município do Rio de Janeiro. Em geral,
emergências e desastres de tipologia biológica demandam ao Sistema Único de Saúde a
adoção de medidas voltadas à atenção e vigilância, a fim de se responder efetivamente os
desafios enfrentados pelas unidades básicas no atendimento aos usuários, famílias e
comunidades. Objetivo: descrever os processos de adaptação, expansão e modificação de
unidades básicas de saúde do município do Rio de Janeiro, para a resposta emergencial à
epidemia de COVID-19. Método: estudo de casos múltiplos de tipologia exploratória, cuja
coleta inicial de dados comportou a seleção e análise de fontes documentais da Secretaria
Municipal de Saúde do Rio de Janeiro. Resultados preliminares: as unidades básicas
estudadas suspenderam e reagendaram atendimentos, passando a desenvolver testagens
diagnósticas, teleatendimentos e telemonitoramentos como forma de reorganização da
assistência. Conclusão: a pandemia provocou uma alteração na dinâmica dos processos
assistenciais e colocou em evidência a necessidade de desenvolvimento de tecnologias de
saúde e sociais voltadas à gestão de risco de desastres baseada em processos. No que diz
respeito às práticas de Enfermagem registra-se a necessidade de se rediscutir o cuidado
holístico, vislumbrando aspectos ambientais de forma sustentável por meio da utilização de
tecnologias sociais no âmbito da Atenção Primária à Saúde, considerando ações que
envolvem o ciclo de desastres, especialmente durante a resposta à epidemia de COVID-19,
bem como em demandas de cuidado após o enfrentamento deste dramático evento.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Fernanda Guimarães Lopes 24-06-2021 13:47:29

Parabéns pelo trabalho, COVID-19 é um tema muito atual e necessário ser abordado