artigos
Convibra Conference - Clicou Comprou: Auxílio Emergencial e Comportamento do Consumidor
Clicou Comprou: Auxílio Emergencial e Comportamento do Consumidor

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Evidências científicas e relatos de experiência sobre Covid-19

Temas Correlatos: Evidências científicas e relatos de experiência sobre Covid-19;

Acessos neste artigo: 171


Certificado de publicação:
Certificado de Aline Francilurdes Nery Do Vale

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Juliana Carvalho De Sousa , Aline Francilurdes Nery Do Vale , Arthur Anthunes Alves De Andrade , Joyce Silva Soares De Lima , Anderson Lopes Nascimento

ABSTRACT
O objetivo desse artigo é investigar os fatores que influenciam no comportamento do consumidor beneficiário do auxílio emergencial que compra no e-commerce durante a pandemia da covid-19. Para tanto, aplicou-se a escala de elementos ambientais das lojas virtuais, com 101 beneficiários do auxílio emergencial do Estado do Rio Grande do Norte (RN). A coleta de dados ocorreu de modo virtual por intermédio das redes sociais. Os dados foram analisados com o auxílio do software SPSS, realizando-se a Análise Fatorial Exploratória (AFE) e a Regressão Linear Múltipla. Os resultados demonstram com relação às variáveis sociodemográficas escolaridade, filhos e gênero, que os consumidores com nível superior incompleto e completo, do sexo masculino e que possuem filhos são os que mais compram em lojas virtuais. Ainda, identificou-se que as dimensões transações e preços; e Facilidade de pagamento e confiabilidade são as que mais influenciam no comportamento de compra do consumidor online. 

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Fábio Braun 24-10-2021 16:33:38

O referencial teórico está adequado e com estudos atuais que corroboram com a temática proposta. Os tópicos 2.1.1 ; 2.1.2 e 2.1.3 que desdobram a revisão da literatura estão bem estruturados, mas como sugestão poderiam ser um pouco mais abrangentes, de modo a detalhar um pouco melhor estudos anteriores inerentes ao respectivos subtemas. A metodologia está bem estruturada dentro daquilo que se propõe e os métodos empregados condizem com a proposta do estudo. O tópico 4.1 que trata da caracterização dos respondentes necessita de revisão ortográfica e gramatical no final do segundo parágrafo, mas não é nada que comprometa o conteúdo que em geral está bem redigido. As conclusões estão de acordo com o objetivo proposto inicialmente e inclusive destacam tanto as limitações do método como sugestões de pesquisas futuras, o que se espera naturalmente de artigos acadêmicos consistentes.

Foto do Usuário Júlio Cesar Silva 28-10-2021 10:56:40

Prezados autores, parabéns pelo trabalho realizado, o qual se mostra relevante e atual. A escrita atende às normas gramaticais, o que torna a leitura fluída e prazerosa. Recomendo apenas revisar o segundo parágrafo do tópico 4.1. O referencial teórico aborda autores recentes, assim como aqueles considerados clássicos na área de marketing. A metodologia está explicitada de forma clara e correta, dado o objetivo do estudo. Os resultados mostram-se interessantes à medida que comprovam ou refutam estudos anteriores. Para estudos futuros, seria interessante investigar os produtos ou serviços adquiridos on-line pelos usuários do auxílio-emergencial, o que contribuiria para compreender de forma mais aprofundada o perfil e comportamento desses consumidores? Será que as necessidades de consumo on-line são iguais, por exemplo, para consumidores com nível de escolaridade diferente? Novamente, parabéns pela pesquisa e apresentação o artigo, o qual deve ser encaminhado para publicação em uma revista, pois traz importantes contribuições sobre a temática. Atenciosamente, Júlio Cesar

Foto do Usuário Amelia Toledo Da Silva Bauduina 08-11-2021 20:11:59

parabéns pela pesquisa. É preocupante o fato de que a necessidade de estar por mais tempo em casa durante a pandemia tenha contribuido para o aumento de tantos pontos negativos na vida do consumidor e como sempre as pessoas dependentes de auxilios do governo sejam as mais impactada quando o assunto é economia.

Foto do Usuário álvaro José Periotto 13-11-2021 10:15:55

A vertente explorada no trabalho é a do emprego mais uso do auxílio emergencial no consumo, pois aumentou o poder de compra do consumidor. Pode-se considerar que essa camada da população poupa muito pouco, pois simplesmente não consegue. Contudo, também acumula dívidas e parte do auxílio emergencial, provavelmente foi empregado em liquidez (pagamento de dívidas). Ambas as situações ajudaram ao comércio nesse período de crise econômica. Pergunto(e já fica como sugestão): a pesquisa realizada poderia, de alguma forma, apontar indícios de uma divisão consumo/liquidez no emprego dos recursos distribuídos do auxílio emergencial?

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.