artigos
Convibra Conference - CONTROLE DE Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli EM SEMENTES E PROMOÇÃO DO CRESCIMENTO INICIAL DO FEIJOEIRO POR Bacillus sp. LABIM09
CONTROLE DE Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli EM SEMENTES E PROMOÇÃO DO CRESCIMENTO INICIAL DO FEIJOEIRO POR Bacillus sp. LABIM09

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Fitopatologia

Acessos neste artigo: 61


Certificado de publicação:
Certificado de Maicon Fernando Petry De Paula

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Maicon Fernando Petry De Paula , Renata Mori Thomé , Viviane Yummi Baba , Luiz Vitor Barbosa De Oliveira , Admilton Gonçalves De Oliveira Junior , Maria Isabel Balbi-Peña

ABSTRACT
Dentre as doenças do feijoeiro, podemos destacar a murcha de fusarium, causada pelo fungo Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli (Fop). O tratamento de sementes com fungicidas químicos é recomendado para seu controle, entretanto, causa acúmulo de resíduos no meio ambiente, bem como aumenta a pressão de seleção sobre os patógenos. O tratamento de sementes com produtos biológicos é uma das alternativas para conter a transmissão de doenças via semente. Os objetivos desse trabalho foram determinar se o tratamento de sementes de feijoeiro com um produto à base da cepa LABIM09 de Bacillus sp. (em duas concentrações) reduz a incidência de Fop em sementes, bem como avaliar o crescimento inicial das plântulas oriundas de sementes tratadas com o produto. Para instalação dos ensaios, sementes foram inoculadas com Fop, e posteriormente receberam os seguintes tratamentos: água, água + Fop, fungicida químico 200 mL/100 kg de sem. (Metalaxil 20 g/L+Tiabendazol 150 g/L+Fludioxonil 25 g/L+Tiamotoxan 350 g/L) + Fop, meio de cultura de LABIM09 + Fop, LABIM09 150 (150 g de ativo liofilizado/100 kg de sem.) + Fop e LABIM09 300 (300g de ativo liofilizado/100 kg de sem.) + Fop. Foi montado um teste de germinação em rolo de papel e avaliadas a germinação e a incidência de Fop após nove dias. Para verificar o efeito de LABIM09 no crescimento inicial das plântulas montou-se outro experimento em rolos de papel onde as sementes receberam os tratamentos: água, meio de cultura de LABIM09, LABIM09 150 e LABIM09 300. Após nove dias, as plântulas foram secas e a massa das raízes e parte aérea foi determinada. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com quatro repetições. A germinação das sementes tratadas com o fungicida (99%) e com LABIM09 150 (87%) não diferiram do controle (94%). A incidência de Fop em plântulas oriundas de sementes tratadas com LABIM09 150 foi de 13%, inferior que o controle positivo (34,3%) e superior que o fungicida (não apresentou plantas doentes). LABIM09 300 determinou aumento do peso de raízes das plântulas em relação ao controle e as duas formulações com LABIM09 aumentaram a relação raiz/massa total das plântulas. Conclui-se que, o tratamento de sementes de feijoeiro com o produto biológico à base da cepa LABIM09 150, apresenta redução da incidência de Fop em sementes previamente inoculadas com o patógeno e promove o crescimento inicial da raiz em relação ao total da plântula quando a semente é tratada com o produto à base da bactéria.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Estela Mariani Klein 13-05-2021 14:31:49

Trabalho muito bem escrito, grande contribuição aos estudos de controle biológico, parabéns! Pretendem avaliar em estádios posteriores do feijoeiro o efeito destes produtos?

Foto do Usuário Angelo Aparecido Barbosa Sussel 08-06-2021 17:03:18

Eu não entendi na metodologia quando se descreve a produção de metabólitos antifúngicos, obteve-se um ''sobrenadante livre de células'' (SLC), que foi congelado e liofilizado, e posteriormente obteve-se a concentração de 10.000.000.000 UFC/g de ativo liofilizado. Como se obtém uma unidade formadora de colônia (UFC), de um material sem células?

Foto do Usuário Luana De Carvalho Catelan 10-06-2021 23:14:47

Tema relevante, tendo em vista a importância dos estudos em relação ao controle biológico. O trabalho está bem escrito e utiliza referencias atuais. Parabéns aos autores!